Corrida Cassems
studio center
(67) 99826-0686

Governo aumenta em 147% a venda de gás natural para a Fibria em MS

Empresa que atua em Três Lagoas vai ativar 2ª linha de produção em setembro

11 JUL 2017
Thiago de Souza e assessoria
17h45min
Reunião selou acordo entre Fibria e MS Gás Foto: Chico Ribeiro
politica-interna1
semana do transito

O fornecimento de gás natural de Mato Grosso do Sul para a Fibria – empresa brasileira líder mundial na produção de celulose de eucalipto a partir de florestas plantadas – vai aumentar em 147%, de 159 mil m³/dia para 394 mil m³/dia.

Por meio da MSGÁS (Companhia de Gás de Mato Grosso do Sul), o Governo do Estado firmou parceria com a indústria e vai ampliar o abastecimento de combustível para atender a segunda linha de produção da fábrica de Três Lagoas, que tem início de operação previsto para setembro deste ano.

Nesta terça-feira (11), em ato solene na governadoria, o diretor-presidente da MSGÁS, Rudel Trindade, o diretor de logística e suprimentos da Fibria, Wellington Giacomin, e o diretor industrial da companhia, Paulo Ricardo da Silveira, assinaram contrato para a compra e venda do gás natural. A cerimônia contou com a presença do governador Reinaldo Azambuja, do secretário estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico Jaime Verruck e do deputado estadual Eduardo Rocha.

''Fico muito contente pelo resultado desse acordo. Esse contrato com volume expressivo de demanda, sendo hoje o maior contrato da nossa empresa de gás, demonstra a confiança que vocês (Fibria) depositaram em Mato Grosso do Sul. No que depender do Governo, vamos continuar fazendo o melhor ambiente possível para que vocês continuem gerando as oportunidades em Mato Grosso do Sul”, afirmou o governador

A parceria, para o diretor industrial Paulo Silveira, tem grande sinergia, uma vez que demonstra todo o engajamento da Fibria para a inclusão das empresas do Mato Grosso do Sul na rede de fornecedores da indústria. “Queremos fazer a diferença, estabelecendo os melhores padrões em nossos negócios e buscando a maior eficiência nas nossas operações”, declarou.

Para o diretor de suprimentos e logística Wellington Giacomin, o contrato entre a indústria e a MSGÁS contribui ainda para o desenvolvimento do Estado. “A Fibria observa em todas as suas parcerias a estratégia do valor compartilhado, ou seja, ao mesmo tempo em que aumentamos nossa competitividade, geramos benefícios sociais, ambientais e econômicos para as comunidades onde estamos presentes”, disse Giacomin.

''Esse evento mostra a capacidade da Fibria em construir sua segunda fábrica. Um ato importantíssimo pra o Estado. Traz muitos benefícios para a cidade, como emprego, renda e novas e pequenas fábricas que prestam serviço para a Fibria. É uma cadeia, visto que a celulose corresponde a 20% da exportação de Mato Grosso do Sul'', enfatizou o deputado Eduardo Rocha.

O gás natural que será fornecido pela MSGÁS à Fibria vem da Bolívia por meio do gasoduto Bolívia-Brasil. O combustível será utilizado nos processos do Forno de Cal e Caldeira de Recuperação da segunda linha de produção de celulose da companhia em Três Lagoas. A primeira linha de produção de celulose da empresa já utiliza gás natural da MSGÁS desde 2008.

''Estamos celebrando o maior contrato da história da MSGÁS. Acreditamos que essa parceria só vem a reforçar o papel da Fibria de grande protagonista, não só em consumo de gás, mas na promoção do desenvolvimento da cidade de Três Lagoas, consolidando sua posição de capital mundial da celulose. É um orgulho ter a Fibria como nosso cliente”, pontuou o diretor-presidente da MSGÁS, Rudel Trindade.

 

 

Veja também