(67) 99826-0686
PMCG Janeiro

Nelsinho cresce e Zeca enfrenta forte disputa com Moka no Senado, diz Itope

Com 600 entrevistados na Capital, Nelsinho Trad (PTB) segue líder e em crescimento, enquanto o então ‘vice’ Zeca do PT caiu

26 JUL 2018
Vinícius Squinelo
07h00min
Foto: André de Abreu/Wesley Ortiz

A disputa pelo Senado de Mato Grosso do Sul está cada dia mais acirrada. Pelo menos é o que aponta nova pesquisa do Itope (Instituto TopMídia de Pesquisas), realizada entre os dias 17 e 21 deste mês em Campo Grande.

Com 600 entrevistados na Capital, Nelsinho Trad (PTB) segue líder e em crescimento, enquanto o então ‘vice’ Zeca do PT já enfrenta confronto mais direto por uma das duas vagas em jogo neste ano. Para quem não lembra, nestas eleições de 2018 o sul-mato-grossense tem direito a dois votos para senador.

Na pesquisa estimulada para o primeiro voto, Nelsinho lidera com 28%, seguido de Zeca do PT (15%) e Waldemir Moka, com 14%. Abaixo deles Pedro Chaves (PRB) tem 4%, Chico Maia (Podemos) e Sérgio Harfouche (PSC) aparecem ambos com 2%, enquanto Marcelo Miglioli tem 1% das intenções de voto. Nenhum, branco e nulo somam 11% e indecisos, 23%.

Já para o segundo voto, Nelsinho mantém a liderança, com 16%. Porém Moka ultrapassa Zeca e tem 9%, enquanto o petista fica com 7%. Harfouche sobe na preferência de segundo voto, e fica com 3%, a frente de Pedro Chaves (2%), Chico Maia (1%) e Miglioli, também com 1%. Nenhum, branco e nulo somam 25%, enquanto 36% dos entrevistados ainda estão indecisos.

A pesquisa foi realizada entre os dias 17 e 21 de julho de 2018 e registrada no TRE/MS sob o nº MS-00818/2018 e no TSE/MS sob o nº BR-06958/2018. Data do registro: 16/07/2018.

A SUBIDA
Em comparação a junho, Nelsinho teve o maior crescimento e Zeca caiu. No primeiro voto, o líder do PTB tinha 26% e Zeca, 17%. Moka tinha 10% e Chaves 5%, seguidos de Chico Maia (3%), Miglioli (1,5%) e Harfouche (1%). Nenhum, branco e nulo tinham 10% e eram 26,5% de indecisos.

Já no segundo voto Nelsinho tinha 18%, seguido de Zeca (9%), Moka (8%), Chaves (3%), Maia (2%), Harfouche (1%) e Miglioli, também com 1%. Indecisos eram 31% e nenhum, branco e nulo somavam 27%.

A pesquisa de junho foi também feita com 600 pessoas na Capital, realizada de 18 a 21 de junho, sob os números 06595/2018 – TRE-MS e BR-00798/2018 – TSE.

REJEIÇÃO
Na rejeição a liderança é de Zeca do PT, com 33%. O segundo lugar é Nelsinho Trad, com (9%), seguido de Moka (7%), Maia (4%) e Chaves (3%). Mas menores rejeições são de Miglioli e Harfouche: ambos têm 1%. Não sabem, não responderam somam 42%.

Veja também