(67) 99826-0686
PMCG IPTU 2019

Picarelli e Onevan são os recordistas com oito mandatos na Assembleia Legislativa

Seis deputados são de primeiro mandato e três são suplentes

5 MAI 2018
Airton Raes
13h30min
Foto: André de Abreu

Nesses 40 anos de Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, dois parlamentares acumulam o recorde de mandatos tendo sido eleitos oito vezes e seis são deputados de primeiro mandato. Três deputados assumiram em 2017 como suplentes. 

O deputado estadual Onevan de Matos (PSDB) fez parte da primeira Assembleia Legislativa Constituinte quando o estado foi criado em 1978. Entretanto, o parlamentar se licenciou em 1988 quando foi eleito prefeito de Naviraí e retornou ao parlamento estadual nas eleições de 1998, onde ocupa o cargo até hoje, acumulando o total de oito mandatos e trinta anos de parlamento.

O deputado estadual Maurício Picarelli (PSDB) é o parlamentar em exercício com mais mandatos consecutivos. Sendo eleito pela primeira vez em 1987, foi reeleito em todas as eleições seguintes, estando em seu oitavo mandato.

Em seguida está o deputado estadual Zé Teixeira (DEM) em seu sexto mandato, sendo eleito pela primeira vez em 1994. O deputado estadual Paulo Corrêa (PSDB) também está em seu sexto mandato, mas assumiu como suplente em 1997 e foi reeleito em todas as eleições seguintes.

O deputado estadual Pedro Kemp (PT) está em seu quarto mandato consecutivo, tendo sido eleito pela primeira vez nas eleições de 2002. Os deputados estaduais Junior Mochi (MDB), Márcio Fernandes (MDB), Rinaldo Modesto (PSDB) e Amarildo Cruz (PT) estão em seu terceiro mandato, tendo sido eleitos na eleição de 2006.

Os deputados estaduais Eduardo Rocha (MDB), Mara Caseiro (PSDB), Cabo Almi (PT), Lídio  Lopes (PEN), George Takimoto (MDB) e Felipe Orro (PSDB) estão na Casa de Leis desde as eleições de 2010. Takimoto, anteriormente, já exerceu mandato de deputado federal e foi vice-governador de Mato Grosso do Sul.

Os deputados estaduais Antonieta Amorim (MDB), Barbosinha (DEM), Beto Pereira (PSDB), Grazielle Machado (PSD), João Grandão (PT) e Renato Câmara (MDB) estão em seu primeiro mandato tendo sido eleitos em 2014.

Os deputados estaduais Paulo Siufi (MDB), Herculano Borges (SD) e Enelvo Felini (PSDB) tomaram posse em 2017 como suplentes de deputados eleitos em 2014 que renunciaram os cargos para assumirem outros postos.

Veja também