festival de reggae
erro medico
(67) 99826-0686

Reforma Trabalhista ‘está desenterrando da sepultura valores escravatórios’, diz Ciro Gomes

Na Capital, pré-candidato à Presidência criticou lei que entra em vigor hoje

11 NOV 2017
Diana Christie e Anna Gomes
12h50min
Foto: André de Abreu

Pré-candidato à presidência da República pelo PDT, o ex-ministro Ciro Gomes comentou a reforma trabalhista durante passagem por Campo Grande nesta sexta-feira (11). Ele veio à Capital para a solenidade de filiação e lançamento da pré-candidatura ao governo do juiz aposentado Odilon de Oliveira.

“Ela está desenterrando da sepultura valores escravatórios. Qual é o país que permite que uma mulher grávida fique alocada em um ambiente insalubre? Isso está na nova reforma. Quem permite trabalho com salário inferior ao salário mínimo? Isso é uma selvageria que vai atropelar a classe trabalhista”, declarou.

Ciro Gomes também teceu diversas críticas ao presidente Michel Temer (PMDB), classificando a atual gestão como “desastre completo”. “Não é um governo, mas sim uma quadrilha, parte presa e a outra parte não esta presa porque manipulou, comprando votos, para que ele não fosse investigado no STF (Supremo Tribunal Federal)”.

Segundo ele, “o brasileiro precisa saber que, nunca fora do país, nenhum presidente foi denunciado no cargo por formação de quadrilha e corrupção passiva, recebendo bandido de madrugada para acertar picaretagem”.

Já em relação à filiação de Odilon ao PDT, o ex-ministro teceu diversos elogios ao juiz federal aposentado e afirmou que o Brasil precisa “de dez como ele”. Garantiu ainda que o partido está muito forte para as eleições 2018 e que vai investir apenas em candidatos que não estejam envolvidos em investigações como Lama Asfáltica, JBS e Lava Jato.

Veja também