Chapadão do Sul
tjms
(67) 99826-0686

Vereadores querem CPI do IMPCG para investigar desvios e rombo milionário

Relatório de 30 mil páginas será melhor analisado para saber real situação do instituto

8 AGO 2017
Rodson Willyams
16h00min
politica-interna1
Victor Hugo - 28 anos

Encabeçados por Cida Amaral (Podemos) e Hederson Fritz (PSD), os vereadores assinaram um requerimento para que seja aberta uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar os desfalques do IMPCG (Instituto Municipal da Previdência de Campo Grande). Anteriormente, uma comissão parlamentar de acompanhamento levantou e analisou os números negativos do instituto.

“Durante a gestão de [Alcides] Bernal, foi mandado para o Ministério da Previdência [um documento] afirmando que o município não estava em dia com o depósito dos servidores, e isso é um crime porque, se o município não estiver regular, pode prejudicar e suspender os convênios com o Governo Federal”, lembrou Fritz ao defender a CPI.

O presidente da Câmara Municipal, João Rocha (PSDB), reuniu-se com os vereadores e pediu mais tempo que todos possam fazer uma análise mais completa do relatório, que teria cerca de 30 mil páginas. “Os vereadores entenderam que isso não seria um recuo, mas sim tempo para debruçar em cima do relatório”.

Apesar do pedido, portanto, a CPI ficará em segundo plano nos próximos dias e a resposta sobre a abertura da investigação será apresentada na próxima semana. 

politica-interna2
nando viana

Veja também