novoengenho - policia
Top Midia Paineis publicitarios Ltda
(67) 99826-0686
novoengenho - CNH

VÍDEO: protesto do MBL em palestra de Marcia Tiburi termina em confusão na Capital

Marcia é autora do livro 'Como conversar com um fascista - reflexões sobre o cotidiano autoritário brasileiro'

13 MAR 2018
Diana Christie
10h41min
Foto: Reprodução/YouTube

Protesto realizado pelo grupo MBL, durante palestra da autora Marcia Tiburi, terminou em confusão na noite desta segunda-feira (12), na Câmara Municipal de Campo Grande. O grupo invadiu o evento com máscaras de Kim Kataguiri e foi retirado à força pelos seguranças da Casa de Leis.

Marcia Tiburi era a convidada de estreia do projeto Diálogos Contemporâneos, realizado entre março e junho, pela Associação Amigos do Cinema e da Cultura. Ela falava sobre o tema "Vozes dissonantes - ética, liberdade e autoritarismo na internet", quando foi interrompida pelos manifestantes.

Cerca de uma hora e meia após o início do evento, o grupo aparece. Marcia reage e dispara: “vocês estão muito chatinhos, vocês podem parar de fazer barulheira. Estão desrespeitando toda a coletividade”, e chama um individuo mascarado para o embate.

Pelas imagens, é possível ver que alguém vai em direção ao plenário em tom desafiador, enquanto Marcia solicita: “eu vou pedir a você e ao seu grupo que se retire desse espaço nesse instante. Você veio aqui com a intenção de me atrapalhar”. A confusão começa, se transformando em briga generalizada.

A autora destaca que não quer conversar com o grupo. “Vocês são muito cafonas. Eu não quero falar com vocês. Vocês são criadores de confusão. Vocês praticam o discurso violento. Nós estamos aqui num clima afetivo, amoroso. Eu não vou me dispor a esse tipo de grosseria”, continua.

Assista:

O evento completo, você confere aqui.

A palestrante

Marcia Tiburi é graduada em Filosofia pela PUC-RS e em Artes pela UFRGS, mestre e doutora em Filosofia pela UFRGS. É colunista da revista Cult. Seus principais temas são ética, estética, filosofia do conhecimento e feminismo.

Publicou diversos livros de filosofia e romances. Sua obra mais recente é "Como conversar com um fascista - reflexões sobre o cotidiano autoritário brasileiro" (Record, 2015), no qual fala sobre temas como genocídio indígena, racismo e classismo, homofobia, feminicídio e manipulação de crianças.

Veja também