(67) 99826-0686

Gaeco mira procurador da Câmara, esposa e mais 22 pessoas

A ação aconteceu nas primeiras horas desta terça-feira

20 SET 2016
Rodson Willyams e Dany Nascimento
08h53min

De acordo com informações preliminares, o procurador da Câmara Municipal, André Scaff estaria preso na sede do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) para prestar esclarecimentos. Os advogados do procurador estiveram no local em busca de informações. 

Segundo o advogado José Vanderlei Bezerra, o seu cliente está na sede do Gaeco, em Campo Grande. Porém, não ele revelou qualquer informação sobre o caso. Informações extra-oficiais apontam que a esposa do procurador, Karina Campos Scaff, também esteja no local. 

O Gaeco está, neste momento, nas ruas de Campo Grande cumprindo dois mandados de prisão, quatro mandados de busca e apreensão e 22 notificações para prestar depoimento. 

A assessoria de imprensa do Ministério Público Estadual confirmou a informação, mas não adiantou detalhes. 

Batida 

Em maio deste ano, agentes do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) estiveram no gabinete na Câmara Municipal de Campo Grande e na residência do procurador cumprindo mandado de busca e apreensão. Da Câmara, os agentes levaram um malote de documentos. 

Na ocasião, Scaff chegou a ser preso e foi encaminhado para a  Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do Centro. Naquela ocasião, a equipe do Gaeco recolhia alguns documentos na casa de Scaff, se deparou com 15 munições de calibre 38 na residência. Diante disso, ele foi preso em flagrante por posse ilegal de munição e não teria registro.

 

 

Veja também