Corrida Cassems
(67) 99826-0686

Cassems e Fórum dos Servidores fazem panfletagem para estimular doação de sangue e medula

#Bora Doar Sangue e Medula? Lançamento oficial da campanha acontece no dia 18, na OAB/MS

16 SET 2017
Rodson Willyams
09h48min
Foto: André de Abreu

A campanha de doação de sangue e medula óssea da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul) deu o pontapé inicial neste sábado (16), com o apoio do Fórum dos Servidores, que realiza uma ação de panfletagem no cruzamento da Avenida Afonso Pena com a Rua 14 de Julho, região central de Campo Grande.

Para o secretário do Fórum dos Servidores, Cláudio Souza, a campanha é uma forma de conscientização da população. "Hoje há muito preconceito, falta de conhecimento e as pessoas acabam tendo medo. Mas as pessoas não imaginam que amanhã, alguém ou elas mesmas, podem precisar desta doação".

Cláudio ainda lembra que o Fórum de Servidores deve mobilizar, além das pessoas por meio da panfletagem, os próprios servidores para doação de sangue e cadastramento para o transplante de medula óssea. "A partir da próxima semana, nós vamos nos dividir e vamos levar um grupo de 15 pessoas, para que possam participar da campanha", finaliza.

Secretário do Fórum dos Servidores, Cláudio Souza.

A campanha  

O transplante de medula óssea é a única esperança de cura para milhares de portadores de doenças que afetam as células do sangue, como leucemia. A chance de encontrar uma medula compatível para a doação chega a ser de uma em cem mil. Para que esse número diminua, a Cassems lança no dia 18 de setembro, às 9 horas, no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Campo Grande (OAB/MS), a campanha #Bora Doar Sangue e Medula?

A campanha é uma verdadeira força-tarefa para conscientizar as pessoas sobre a importância de se cadastrar como possível doador de medula óssea e, dar continuidade a campanha de doação de sangue que é feita todos os anos pela Cassems. A expectativa é conseguir pelo menos 500 novos doadores.

O ato é uma parceria entre a Caixa dos Servidores e o Hemosul, Instituto Sangue Bom, Fórum dos Servidores Públicos do Estado de Mato Grosso do Sul, OAB/MS, Pátio Central – Shopping do Centro, Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul (Coren), Conselho Regional de Farmácia de Mato Grosso do Sul (CRFMS).

O presidente da Cassems, Ricardo Ayache, explica que o objetivo da campanha é incentivar, principalmente, o cadastro no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome).

“Ao se cadastrar no Redome, o doador também pode salvar muitas vidas. O transplante de medula óssea pode beneficiar o tratamento de pelo menos 80 doenças”, destacou.


Campanha da Cassems.

Seja um doador

Qualquer pessoa com idade entre 18 e 55 anos está apta a ser uma doadora de medula óssea. Os cadastrados têm retirado uma pequena quantidade de sangue, que tem seu nome incluído no Redome, que é gerenciado pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca).

Caso seja compatível com alguma pessoa que tenham doenças e necessitem de transplante, o doador é contatado para que o transplante

Veja também