FAPEC
Assembleia a  04 a 18/12
(67) 99826-0686
Word Wine - almoco japones

Reestruturação da atenção básica facilita acesso e garente atendimento na Saúde

As ações de qualificação das equipes estão embasadas em normativas do Ministério da Saúde

6 OUT 2017
PMCG
14h24min
Foto: Divulgação

A Secretaria Municipal de Saúde (SESAU) de Campo Grande está implantando o acolhimento à demanda espontânea nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) visando melhorar as práticas e processos de atendimento e da melhora do acesso do usuário aos serviços.

As ações de qualificação das equipes estão embasadas em normativas do Ministério da Saúde, que determina que estes locais estejam com as portas abertas para atender a demanda da população. Esse processo de reestruturação é o ponta pé inicial para o funcionamento da chamada “Clínica da Família”.

A implantação desse modelo de atendimento é gradual e já em funcionamento em sete Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs): Parque do Sol, Botafogo, Paulo Coelho Machado, Itamaracá, Ana Maria do Couto, Antártica e Portal Caiobá II.

O objetivo do acolhimento à demanda espontânea é construir o histórico de vínculo entre os usuários e os profissionais, ouvir as necessidades dos pacientes, prestar o atendimento adequado em todas as situações de complicações de saúde como, por exemplo, febre branda ou alta, dores agudas ou crônicas, luxações ou fraturas e outras demandas.

“Temos que desconstruir a imagem de que a UBS só serve para o usuário realizar consultas programadas e quando estiver em estado mais agravado deve procurar a uma unidade de pronto atendimento. As unidades básicas podem atender os casos agudos, como dores crônicas, febres, náuseas, dores de cabeça e muitas outras complicações”, disse o coordenador da Rede de Atenção Básica, Gabriel Valdes.

O acolhimento deve funcionar como forma de inclusão dos usuários e pressupõe que não apenas determinados grupos populacionais (portadores de agravos mais prevalentes ou recortes a partir da faixa etária como: adolescentes ou idosos) são objeto privilegiado do trabalho das equipes, mas também as pessoas que apresentam necessidades de saúde que não estão contempladas nesses critérios.

Veja também