informe leilão
dr. hernia
(67) 99826-0686

Santa Casa quase dobra número de transplantes de rins em maio

No ano passado, aconteceram apenas dois transplantes de rins

13 JUN 2017
Santa Casa
12h54min
Foto: Santa Casa

A Santa Casa de Campo Grande realizou cinco transplantes de rins no mês de maio deste ano, sendo um de doador vivo e quatro de doadores falecidos. Desde a volta dos transplantes, o mês passado foi o de maior quantidade de procedimentos realizados pela Instituição. Nos cinco primeiros meses do ano, foram realizados oito transplantes de rim.

Em janeiro deste ano, o hospital realizou apenas um transplante de rim com doador vivo. Em fevereiro não foi realizado nenhum procedimento. Em março aconteceu mais um transplante, desta vez, com doador falecido. Em abril, foi realizado também apenas um procedimento com doador falecido, já em maio, o número subiu para cinco sendo um de doador falecido e quatro doadores vivos. No ano passado, aconteceram apenas dois transplantes de rins. 

“Este mês tivemos um número maior de potenciais doadores compatíveis com os pacientes que aguardavam na fila de espera para o transplante de rim. Aumentou também o número de famílias entrevistadas pela CIHDOTT (Comissão Intra-hospitalar de Doações de Órgãos e Tecidos para transplantes) e que autorizaram a doação de órgão”, explica a coordenadora da Comissão, Ana Paula das Neves.

No mês de maio, a Santa Casa captou dez rins e dois fígados. Em abril, a CIHDOTT não captou nenhum órgão. Em março foram captados quatro rins, um pulmão e um fígado. Em fevereiro foram seis rins captados e dois fígados e em janeiro, a Comissão não fez nenhuma captação. De janeiro a maio, a Santa Casa registou 39 mortes encefálicas. Destas, 14 tiveram recusa médica e 25 famílias foram entrevistada pela CIHDOTT, mas apenas 11 doaram os órgãos e 14 recusaram a doação. Só em maio, seis famílias autorizaram a doação dos órgãos do ente falecido.

Em 2016, foram registradas 125 mortes encefálicas. Destas, 61 tiveram recusa médica e 64 famílias foram encaminhadas para entrevista com a Comissão, apenas 25 autorizaram a doação de órgãos e 39 recusaram. Ao todo, foram captados 44 rins, 12 fígados e seis corações. 

Veja também