TJMS
re9
(67) 99826-0686

Contrato é cancelado, e Santos perde R$ 200 mil de patrocínio em amistoso

Caixa Econômica Federal firma acordo com o Peixe para patrocinar a 'Taça Vila 100 anos', mas contrato não é assinado em tempo hábil

14 OUT 2016
Globo Esporte
13h37min
Foto: Ivan Storti/Divulgação SFC

O Santos perdeu R$ 200 mil em patrocínio no amistoso contra o Benfica, no último sábado. A Caixa Econômica Federal firmou acordo para estampar a marca na "Taça Vila 100 anos", mas o contrato teve que ser cancelado por falta de tempo hábil.

O acerto chegou a ser publicado no Diário Oficial da União, mas não pôde ser concluído por causa dos prazos mínimos. O Peixe espera que o valor seja ressarcido em outra ações, já que a a estatal teve o seu logotipo nos troféus.

Sem qualquer relação com esse patrocínio no amistoso, o Alvinegro tem um acordo para estampar a Caixa no espaço master do uniforme até o fim do ano, por cerca de R$ 2 milhões. Enquanto isso, a diretoria santista negocia um acordo mais longo.

A Caixa espera pela classificação do clube para a Libertadores da América e por reforços de peso para fechar contrato de um ano. O Santos vislumbra, pelo menos, R$ 15 milhões por temporada.

As negociações com a estatal vêm sendo conduzidas pelo próprio presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, e não pelo departamento de marketing, que está sendo cobrado internamente pelo insucesso em negociações recentes.

Um exemplo é o desacordo com a Vox Suplementos, que não renovou o vínculo, encerrado em julho, para estampar a marca na barra do calção.

O Peixe não tem um contrato longo de patrocínio master desde 2013, quando encerrou-se o vínculo com o BMG e Neymar foi vendido. Atualmente, o clube tem três empresas fixas no uniforme: Royal Air Maroc, Sil e Algar.

A Caixa patrocina ainda Corinthians, Flamengo, Vasco, Cruzeiro, Atlético-MG, Goiás, Bahia, Náutico, Avaí, Paysandu, Sport e Atlético-GO.

 

Veja também