TJMS
re9
(67) 99826-0686

Famílias de jogadores da Chape vão receber indenização de 26 salários

Seguro de vida contratado pela Chapecoense prevê pagamento de 14 salários de cada atleta em caso de morte. Outros 12 serão pagos por seguro feito pela CBF

2 DEZ 2016
Globo Esporte
07h42min
Foto: Reuters

Os familiares dos 19 jogadores da Chapecoense mortos no trágico acidente aéreo na Colômbia vão receber duas indenizações que somam o valor de 26 vezes do salário que cada um recebia do clube. Esse montante engloba o seguro de vida contratado pela Chape para todos os seus atletas, além do seguro feito pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no valor de doze vezes o valor do salário registrado na carteira de trabalho, com um teto de R$ 1,2 milhão por segurado. Os atletas da Chape recebiam entre R$ 20 mil e R$ 100 mil.

– Todos os familiares de jogadores receberão 14 vezes o seu ganho na carteira de trabalho através do seguro de vida feito pelo clube. Os nossos contratos respeitam a Lei Pelé – comentou o vice-presidente do Conselho Deliberativo da Chapecoense, Gelson Dalla Costa.

Como os corpos dos atletas mortos ainda serão transportados da Colômbia, o pedido de recebimento do seguro ainda está em fase inicial. A Chapecoense já está levantando todos os documentos necessários para agilizar o processo.

– Foi um montado um QG na área administrativa do clube para levantar a documentação necessária. Esperamos que os familiares possam receber a indenização o quanto antes. É uma forma de amparar todos eles – disse Gelson Dalla Costa.

A Chapecoense segue dando acompanhamento psicológico para os parentes e amigos dos jogadores, dos membros da comissão técnica e dos seus funcionários que estão entre as 71 vítimas fatais do acidente aéreo que abalou o mundo.

– Estamos fazendo todo o possível para ajudar os parentes e amigos. Também vamos disponibilizar os traslados para levar os corpos para as cidades onde os familiares quiserem enterrar os jogadores – comentou Dalla Costa.

Além das vítimas fatais da tragédia, os jogadores que sobreviveram também terão direito ao seguro em caso de invalidez. A indenização é menor do que em caso de morte, mas pode ser uma ajuda financeira importante.

 

Veja também