conadhe
tjms
(67) 99826-0686

Novo Futebol Clube apresenta projeto para adquirir recursos para o futebol de MS

Se aprovada, a verba de R$ 1,6 milhão será utilizada para manter durante todo ano a equipe Sub-1

10 OUT 2017
Dany Nascimento
12h29min
Foto: Reprodução

O Novo Futebol Clube será pioneiro na excelência na gestão do futebol de base nos próximos anos em Mato Grosso do Sul, já que após conquistar o vice-campeonato profissional em 2017, o time campo-grandense apresentou projeto pela Lei de Incentivo Federal (LIE) para captar R$ 1,6 milhão para atender a categoria de sub-19.

Se for aprovado, pessoas físicas poderão doar até 6% do valor devido no Imposto de Renda (IR) e o as empresas tributadas em lucro real até 1% do valor devido no IR. Um projeto semelhante já foi apresentado no passado pelo Sete de Setembro de Dourados e pelo Esporte Clube Comercial, mas os clubes não conseguiram captar os recursos aprovados e tiveram seus projetos rejeitados na análise.

Se aprovada, a verba de R$ 1,6 milhão será utilizada para manter durante todo ano a equipe Sub-19, que representou o Estado na Copa São Paulo de Futebol Junior 2017, após conquistar o campeonato da categoria em 2016.

No total, serão beneficiados diretamente 30 atletas, que contarão com ajuda financeira de R$ 2.400,00 mensais para manutenção de plano de saúde, alojamento, alimentação entre outros benefícios. De acordo com o presidente do Novo, Américo Ferreira é uma das alternativas para que o clube seja um dos destaques na formação de atletas e alto rendimento nos próximos anos na Região Centro Oeste.

"Além do destaque no futebol profissional,da regularização fiscal do clube, que é um dos poucos que tem todas as certidões negativas para firmar parcerias com o poder público, buscar recursos incentivados e entendemos que para o futebol do Estado evoluir é necessário trabalho de base continuado. Queremos ser o primeiro clube do Mato Grosso do Sul a ter a licença de clube formador. Para isso estamos procurando uma área mais próxima da região urbana da cidade para construirmos nosso Centro de Treinamento", explica o presidente.

O ex-presidente do Comercial-MS, Ítalo Milhomem é um dos apoiadores do Novo nessa nova iniciativa. "O Americo me convidou para que pudesse colaborar com Novo FC, que é um projeto muito interessante e que tem futuro. Estou dando uma consultoria, minha contribuição para melhorar o futebol do Estado, com algumas propostas que tentamos implementar no Comercial, mas que por algum motivo não foram para frente, seja por falta das certidões negativas do Comercial ou pela falta de interesse da atual diretoria colorada".

Conforme o presidente do Novo, outras categorias também deverão ter o mesmo aporte financeiro. "Estamos aguardando as confirmações do nosso projeto no Ministério do Esporte para em fevereiro de 2018 apresentarmos os projetos para as categorias sub-17, sub-15 e sub 13. As categorias femininas também estão no projeto, além dos projetos sociais como o polo que o clube tem no bairro Aero Rancho, que atende cerca de 300 crianças e o projeto recém criado no município de Figueirão (MS).

O próximo passo do projeto do Novo FC será a análise técnica, que será feita pelo Ministério dos Esportes e a captação de recursos juntos a empresas que tenham interesse em doar para o projeto e deduzir esses recursos no Imposto de Renda. As empresas já podem manifestar interesse de ajudar neste projeto, deste modo, por meio de uma carta de intenção de doação o projeto ganha prioridade em sua análise.

Veja também