RACIONAIS
CAPITAL
(67) 99826-0686

Pennington teve que assinar acordo de sigilo antes de sparring com Ronda

Peso-galo fez parte do camp da ex-campeã para a luta com Amanda Nunes. Para ela, a ex-judoca vai voltar a lutar: 'Espero que ela não termine sua carreira assim', diz

7 JAN 2017
Globo Esporte
12h05min
Foto: Jason Silva

Quinta colocada no ranking peso-galo feminino do Ultimate, Raquel Pennington participou dos treinos de Ronda Rousey para o duelo contra Amanda Nunes, pelo UFC 207.

Em entrevista à ESPN americana, no entanto, a lutadora revelou que precisou assinar um acordo de confidencialidade antes de fazer parte dos sparrings da ex-campeã.

- Eu não posso falar sobre como foram as sessões de sparring ou o que fizemos nos treinos. A Ronda me pediu para assinar um acordo de sigilo, então eu assinei. Tudo o que eu posso dizer é que eu consegui trabalhar com ela e foi um trabalho sólido. Não posso falar muito mais do que isso - declarou à publicação.

Pennington contou que o convite para participar do camp de Ronda partiu da própria lutadora pouco antes do UFC 205, em Nova York. Questionada se "Rowdy" pretende aposentar as luvas depois de amargar a segunda derrota seguida por nocaute da carreira, a atleta foi sincera:

- Espero que não. Espero que ela não termine a sua carreira assim. Obviamente eu diria isso para qualquer pessoa. Você não quer ver qualquer atleta se aposentar assim. Seria ótimo vê-la erguer a cabeça, voltar lá e fazer outra luta -completa.

Pennington integrou o elenco da 18ª temporada do "The Ultimate Fighter", nos EUA - reality show que teve Ronda Rousey e Miesha Tate como treinadoras. A americana integrou o time de "Cupcake" e, em novembro do ano passado, derrotou a "técnica", que anunciou a sua aposentadoria do esporte ainda dentro do octógono.

Com nove vitórias e cinco derrotas na carreira, Raquel acaba de passar por uma cirurgia no ombro, que vai deixá-la fora de ação no primeiro semestre de 2017.

 

Veja também