festival de reggae
erro medico
(67) 99826-0686

Presidente do Santos fala de Robinho com otimismo e não descarta Barcos

Modesto comparou a situação com uma entrevista de emprego e lembrou que tem outros currículos a analisar. Caso o candidato escolhido (no caso Barcos) apresente dificuldades em ocupar a função, passa-se ao próximo candidato à vaga

6 JAN 2017
SporTV
15h59min
Foto: Ivan Storti

Se dentro de campo o calendário de 2017 ainda não abriu para o futebol profissional do Santos, nos bastidores o fim de semana chega com decisão para o Peixe. A informação é do presidente do clube, Modesto Roma Júnior, que prevê algum acontecimento "importante" antes de segunda-feira. Em entrevista ao "Seleção SporTV", ele usou a expressão justamente ao falar da possibilidade do retorno de Robinho e também evitou descartar a negociação com Barcos, embora tenha alertado o atacante e admitido que a dificuldade no acerto abre espaço para a concorrência. 

- Devemos até segunda-feira ter o elenco completo.Pode ser que aconteça alguma coisa (sobre Robinho). Vamos ver, esse fim de semana vai ser um fim de semana importante (...) Vamos deixar o assunto Robinho para quando ocorrer alguma coisa, por enquanto não ocorreu - disse, quando questionado sobre a volta do ídolo santista, que está no Atlético-MG, e negando que o jogador já tenha dado alguma sinalização a respeito do retorno à Vila.

Presente no programa, o repórter Alexandre Aliatti revelou ter percebido um tom de otimismo na fala de Modesto, que confirmou e ainda brincou:

- Eu sou um otimista, principalmente quando me sento numa mesa de almoço - respondeu. 

Apesar do recuo em relação ao atacante Barcos, devido a uma dívida de cerca de R$ 1 milhão em salários atrasados do Vélez Sarsfield, o dirigente não descartou totalmente a contratação do jogador. No entanto, ele deixou claro que o Santos não está disposto a resolver a questão.

- Tivemos uma conversa com o staff do Barcos, os irmãos dele, a postura do Santos é que o Barcos é um bom jogador, que interessa, mas não é único. A gente espera o Barcos resolver essa situação, mas se aparecer outro jogador no mercado, nós vamos para outro jogador - explicou.

Modesto comparou a situação com uma entrevista de emprego e lembrou que tem outros currículos a analisar. Caso o candidato escolhido (no caso Barcos) apresente dificuldades em ocupar a função, passa-se ao próximo candidato à vaga. 

- Não é questão de desistir. Estamos seguindo a vida, olhando outros jogadores. É mais ou menos como se tivesse numa entrevista de emprego, você tem um problema que tem que resolver, não vão ficar esperando você, vão ver outros candidatos - explicou, lembrando a busca por um atacante está entre as prioridades.

O presidente santista também comentou o interesse em Luís Fabiano, outra alternativa para o setor. Embora a esposa do Fabuloso tenha sinalizado que Santos não está no destino do jogador, Modesto tratou da questão com cautela e deixou a questão aberta. 

- É um jogador que tem uma situação de contrato para resolver com atual clube (Tianjin Quanjian, da China) e não fala enquanto não resolver. Estamos aqui aguardando que se resolva a situação - afirmou.

Veja também