PMCG - 100 dias
(67) 99826-0686

Terceiro reforço para 2017, Lucas é apresentado oficialmente no Flu

Aos 28 anos, o jogador chega por empréstimo ao clube carioca junto ao Palmeiras e espera recuperar seus bons momentos após passagem apagada pelo Cruzeiro

12 JAN 2017
Globo Esporte
13h29min
Foto: Caio Filho

Terceiro reforço do Fluminense para a temporada, Lucas foi apresentado oficialmente pelo clube no CT Pedro Antonio Ribeiro da Silva. O lateral agradeceu ao técnico Abel pela confiança e prometeu muita entrega em campo. Aos 28 anos, o jogador chega por empréstimo ao clube carioca junto ao Palmeiras e espera recuperar seus bons momentos após passagem apagada pelo Cruzeiro.

- Toda vez que você chega a uma nova equipe é um recomeço. Para mim não é diferente, estou muito feliz, muito motivado, espero ter um ótimo ano junto aos meus companheiros. Eu não pensei duas vezes quando o Abel (Braga) me ligou e disse que queria contar comigo. Já queria voltar ao Rio, minha família mora aqui, e o tamanho do Fluminense me deu a certeza de que teríamos um ano de sucesso. No Cruzeiro, fui um pouco abaixo do que estava apresentando, mas fui bem nos outros clubes que joguei. Agora quero muito repetir os bons momentos, conquistar títulos, é isso que motiva o jogador e deixa ele marcado na história do clube - declarou Lucas.

Questionado sobre a parte física após uma foto gerar certa polêmica nas redes sociais, Lucas brincou com a situação e garantiu que estará em campo na estreia. Segundo ele, o ângulo não o favoreceu.

- Eu estou bem fisicamente, como vocês podem ver (risos). Foi uma situação que me pegou de surpresa. O ângulo da foto não estava muito favorável, mas estou bem, dentro do peso, meu percentual está bom. De início foi uma situação desagradável, eu vi a foto e realmente para quem não está comigo no dia a dia parecia que estava acima do peso, mas foi só um susto (risos). Com certeza terei condições de jogar na estreia de e ajudar o Fluminense em campo - explicou o jogador.

Indicado por Abel, o lateral já chega com o discurso afinado com o comandante. Com expectativas de um ano de sucesso com a camisa tricolor, o lateral fez breve análise de seus novos companheiros e espera um time veloz e com muita "alma" dentro de campo. 

- Dá para perceber que têm muitos jogadores rápidos pelas beiradas, a tendência é que o time seja bastante veloz, creio que a transição da defesa para o ataque será muito rápida. Vamos dar o nosso melhor com muita entrega, dedicação e empenho. O que todos queremos é vencer as partidas, isso que traz alegria ao torcedor. É assim que vamos encarar. O torcedor vai gostar - disse o lateral.

Confira a íntegra da coletiva de apresentação de Lucas no Fluminense:

Mudanças ao longo da carreira

Meu futebol mudou um pouco de quando comecei, até nas características de jogo. Quando cheguei ao profissional, se usava muito o esquema com três zagueiros e o lateral funcionava como um ala, mais ofensivo. Fui me adaptando conforme os pedidos dos treinadores e hoje, mais experiente, sei o momento certo de atacar e defender. Hoje tenho muito mais equilíbrio, antes eu era mais ofensivo, hoje defendo melhor e espero me adaptar o mais rápido possível, ver o que o Abel quer, implementar minhas características e ter um ano de sucesso. 

Confiança de Abel Braga

No futebol, boa parte do atleta vem da confiança. Tendo a confiança do grupo, dos diretores, comissão técnica, é sempre bom. Tem tudo pra ser um bom ano, é trabalhar bastante na pré-temporada para corresponder à altura.

Passagem pelo Botafogo

Ficou para trás. O que foi bom serve de lembrança, o agora é o que vai importar para todos. Ficou para trás essa situação e agora é um momento novo na minha vida, vou encarar com respeito e com dedicação, entrega e empenho.

Readaptação ao Rio

Para mim tranquilo. Belo Horizonte também é bem quente, bem seco, ontem (quarta-feira) fez muito calor, senti mais. Hoje está bom, tranquilo. Em relação a isso não vou ter problema. Conheço o Rio, sei como funciona, a adaptação vai ser boa, rápida. É uma das melhores cidades para morar no Brasil, não vai ser problema.

Passagem ruim pelo Cruzeiro

No Palmeiras eu dei certo, sim (risos). Fui capitão, conquistei títulos. Futebol é um ciclo, a gente tem que renovar. A única equipe em que eu não rendi o esperado foi o Cruzeiro, mas é uma série de situações como trocas de treinadores, forma de jogar, assumo a responsabilidade. Mas no Palmeiras deu certo, não à toa fui capitão da equipe.

Veja também