re9
lalu kids
(67) 99826-0686

Wilfredo diz que Brasileirão está manchado: 'Coisas preestabelecidas'

Presidente do Figueira, Brillinger faz duras críticas não apenas ao trio de Figueirense 1 x 2 Palmeiras, mas à competição inteira: 'Não tem mais credibilidade nenhuma'

17 OUT 2016
Globo Esporte
11h55min
Foto: Luiz Henrique/Figueirense FC

Depois dos atletas reclamarem, o técnico desabafar e o assessor daPresidência esbravejar, o presidente do Figueirense também foi à público tecer duras críticas. Não apenas à arbitragem do duelo vencido pelo Palmeiras por 2 a 1, pela 31ª rodada, no Scarpelli, mas ao Brasileirão inteiro. Em pronunciamento pós-jogo, em seguida à coletiva do treinador Marquinhos Santos, Wilfredo Brillinger não poupou palavras para analisar o desempenho do trio comandado por Igor Junio Benevenuto.

- O campeonato esta manchado, não tem mais credibilidade nenhuma depois do que vimos hoje (domingo)... Sempre procurei levar essas questões de arbitragem à CBF de forma institucional, mas hoje foi realmente lamentável. Não é que foi erro normal. Se tivesse errado no primeiro pênalti, se fosse um erro normal, ele provavelmente daria o pênalti também no Rafael Silva. Então já veio predestinado a nos prejudicar. Deu no primeiro lance porque não saberia se teria outra chance na área para dar o pênalti para o Palmeiras. Foi vergonhoso. Todos saímos daqui como verdadeiros palhaços. Agora não tenho dúvida nenhuma que as coisas estão pré-determinadas. Poderíamos jogar até amanhã de manhã que não ganharíamos do Palmeiras, porque as coisas já estavam preestabelecidas. Poderíamos até perder, não teria problema nenhum, até seria um resultado normal, mas não do jeito que foi. Não aceitamos e não vamos aceitar.

Indignado, Branco desabafa com a arbitragem: "Na mão grande"?

A crítica do presidente foi abrangente. Não apenas com relação ao desempenho e erros do árbitro no jogo deste domingo. Wilfredo fez duros comentários ao campeonato como um todo. Começando pela mudança de G-4 para G-6, passando pela questão da venda de mando de campo até as questões ligadas diretamente ao apito. 

- Queria colocar algumas coisas desse Brasileiro: o xadrez está fechando né. Primeiro mudaram a regra do jogo durante o jogo, isso não se faz, por isso só o campeonato já estaria manchado. Depois.. uma vergonha essa questão do mando de campo, é inaceitável. A questão da arbitragem, nós fizemos um documento, fomos à CBF: dos 19 jogos (no primeiro turno), o Figueirense foi prejudicado em nove. Dos 14 lances que levamos, a comissão de arbitragem nos deu razão em nove. Primeira vez que venho a público falar, porque achava que o caminho era esse, de fazer documento, fui algumas vezes na CBF conversar, mas não adianta nada. O campeonato está manchado, é uma coisa profundamente lamentável. 

Apesar do discurso inflado, o presidente alvinegro aproveitou o microfone para agradecer a torcida que compareceu ao Scarpelli em grande público: 16.467 pagantes (17.090 presentes). O mandatários aproveitou para reiterar a batalha do Figueirense para permanecer na primeira divisão nacional por mais um ano (em 18º, o time está a quatro pontos de sair do Z-4). 

- Acima de tudo queria agradecer ao nosso torcedor, mais de 17 mil... Quero aproveitar para fazer um pedido. Não nos abandonem, não vamos largar a tolha, vamos lutar até o ultimo minuto do ultimo jogo e confiando sempre que a equipe vai dar a volta por cima. Apesar do que aconteceu, não sei como vai ser essa arbitragem. Complica demais porque não confiamos mais em ninguém, essa que é a verdade. O que vai acontecer? Não sei. Mas vou pedir que a gente continue mobilizado: diretoria, comissão, atletas e torcida. 

 

Veja também