Prof Rinaldo
(67) 99826-0686
Gov - Agosto Lilas 09 a 24/08

As intenções por trás do convite para o tereré

Xaveco

9 DEZ 2013
Renan Gonzaga
08h57min
Roda de tereré. Será que há `segundas intenções?`. Foto: Renan Gonzaga

Que tereré é cultura, todo sul-mato-grossense sabe. Mas será que pode ser um aliado na hora de paquerar? Na época em que o preço da erva está nas alturas, muito se fala sobre essa prática, herdada dos vizinhos paraguaios, que é costume de grande parte dos brasileiros, além de mania regional.

Considerada patrimônio imaterial histórico e cultural de Mato Grosso do Sul desde 2011, o velho téras também pode ser uma forma de arrumar alguém para qualquer tipo de relacionamento. Não entendeu? Bom, sabe aquela frase "Depois aparece pra gente tomar um tereré?" Para os mais assanhados também pode ser um convite para algo mais.

 

"Conheci uma garota em uma viagem para o interior, conversamos a noite inteira e descobri que ela não bebia álcool. Na hora de ir embora peguei seu telefone e marcamos um tereré na casa de amigos em comum", conta o estudante Jonathas Cunha, de 20 anos. Para o jovem, a desculpa da bebida foi apenas uma forma encontrada para "ficar" com a garota.

A bebida, considerada democrática por unir pessoas diferentes na mesma roda, foi uma aliada naquele momento. "Cheguei lá, a menina estava sentada tomando tereré enquanto alguns amigos bebiam vodca. Durante a conversa eu menti que também não tomava, para termos mais uma coisa parecida e eu poder me aproximar", admite Jonathas.

Certo ou errado, a tática funcionou. "No final da noite a gente ficou", revela o estudante de Administração de Empresas. E se os fins justificam os meios, neste caso o tereré foi um grande aliado para conseguir o que ele queria. "Depois disso nós ficamos umas duas ou três vezes e acabamos perdendo o contato porque ela foi estudar em outro Estado", conclui.

REDES SOCIAIS

No Facebook o tema bomba entre os sul-mato-grossenses e não é difícil encontrar postagens sobre o tema. "Convidou para o tereré? Cuidado porque podem estar te chamando na chincha!", brincou o usuário da rede social se referindo as segundas intenções na hora do "verde", como também é chamado.

 

E se você quer se dar bem na hora do tereré, para não passar vergonha e decepcionar o pretendente quando estiver na mesma roda, confira algumas regras de etiqueta divulgadas na internet:

Os 10 mandamentos do tereré

1. Nunca mexa na bomba.

2. Não misturar nada doce à água.

3. Nunca deixar de tomar tereré por sentir nojo.

4. Não deixe um tereré pela metade.

5. Não se envergonhe de tomar até o "ronco" final.

6. Servir sem mudar a ordem e no sentido anti-horário.

7. Não fique conversando com a guampa na mão achando que ela é um microfone.

8. Nunca cuspa na bomba do tereré.

9. Não deixar o tereré parado por muito tempo.

10. Achar um absurdo quando alguém dizer que tereré é chimarrão gelado.

Roda de tereré. Será que há `segundas intenções?`. Foto: Renan Gonzaga
Roda de tereré. Será que há `segundas intenções?`. Foto: Renan Gonzaga
Roda de tereré. Será que há `segundas intenções?`. Foto: Renan GonzagaTereré é desculpa para xaveco. Foto: Renan GonzagaEstilo de vida de milhares de sul-mato-grossenses. Foto: Renan Gonzaga

Veja também