TJMS dezembro
Menu
Busca segunda, 09 de dezembro de 2019
Algo mais

Bebê prematuro que nasceu com 630 gramas recebe alta após três meses

Zhayra estava internada na Maternidade Cândido Mariano em Campo Grande

14 julho 2019 - 17h28Por DA REDAÇÃO

Um bebê nascido com apenas 630 gramas foi para a casa depois de passar  três meses na Maternidade Cândido Mariano, em Campo Grande – MS. A psicóloga Jackeline Medeiros, um dos profissionais da equipe  multidisciplinar envolvida no caso, revelou que a menina, que recebeu o nome de Zhayra e agora pesa 1,965 kg, é uma das menores crianças  nascidas no hospital em 2019.

O bebê veio ao mundo em março de 2019, com apenas 24 semanas de  gestação. Vale lembrar que a média das gestações normais é de 37 a 42  semanas. De acordo com a mãe, Hugleia Pereira Bispo, a internação foi necessária após a rotura da bolsa. “Foi tranquilo nos quatro primeiros  meses. Mas quando entrou no quinto mês, a bolsa estourou do nada e a  neném já estava encaixada para nascer”, explicou. 

Segundo a mãe, que mora na cidade de Dois Irmãos do Buriti, interior  de MS, após chegar na Maternidade Cândido Mariano e realizar os procedimentos para o parto de Zhayra, o médico responsável pelo caso deu apenas 72 horas de vida para a recém-nascida. “No começo, eu  entrei em desespero e só chorava. O que me manteve em pé durante todo  o tempo foi minha fé em Deus e a equipe do hospital”, afirmou a mãe.

Logo após o nascimento Zhayra era tão pequena que cabia em uma única  mão de adulto. E por isso, durante três meses após a data de  nascimento, a menina recebeu tratamento na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Maternidade Cândido Mariano, onde permaneceu até o  dia 21 de junho. Já Hugleia, de 32 anos, foi amparada pela Casa da Mãe Gestante. 

 De acordo com Jackeline Medeiros, histórias como o de Zhayra são  comuns na Maternidade. “Tivemos vários casos assim em 2019. Todo mundo aqui trabalha com vidas e dá o seu melhor. É o  milagre do amor”, comentou a profissional.

 “Estou muito feliz. A neném  está saindo do hospital sem nenhum tipo de sequela e sem doenças,  somente tomando vitaminas”, finalizou a mãe.