TCE Julho  17 a 19/07 e 22 a 25/07
(67) 99826-0686
PMCG - REFIS 01 a 30/07/2019

Com bebida própria e até pintura facial, ambulantes rendem mesmo é quando chega a noite

Vendedores inovam para conquistar clientela no Carnaval e apostam na fome da hora do jantar

4 MAR 2019
Amanda Amaral e Nathalia Pelzl
18h36min
Foto: Wesley Ortiz

Para que a festa seja boa com comida e bebida garantida para quem curte o Carnaval na Esplanada Ferroviária de Campo Grande, há quem abra mão da folga para garantir uma renda. Nesta segunda-feira (4) de bloquinho, o segredo é mesmo esperar a noite para faturar.

“É a hora que o pessoal fica com fome, quando a festa dá um ‘boom’ e todo mundo procura por comida. No começo da tarde é mais pra curtir mesmo”, conta a vendedora ambulante Naiara Cristina da Cruz, 24 anos. 

A ajudante Mikaele de Souza, 18 anos, nem se importa de só conseguir aproveitar a festa pela rua nas pausas do serviço. Isso porque no último dia de trabalho a barraca chegou a esgotar os estoques de alimento antes do fim do dia.

Em 2019, todos os vendedores ambulantes precisam ter documentação em dia com a prefeitura para atuar no local, concentrados na Avenida Mato Grosso. Equipes fiscalizam o que é vendido, especialmente para proibir a comercialização de bebida alcoolica a menores de 18 anos.

Sara Rezende, 20 anos, apostou no diferencial com bebida própria e pintura de faces, atendendo qualquer desenho que o cliente peça. “A bebida é psicose, criamos em um evento de halloween e fomos adaptando, mas é uma receita secreta”, diz.

Com a ajuda de amigos, ela toca a venda em eventos abertos, após passar um tempo só atendendo festas particulares. “Resolvemos apostar a estratégia, tem valido a pena”, conta.

A matinê do bloco Capivarinhas, do Capivara Blasé para as crianças, começou às 15h desta segunda-feira. No local, há cadeiras para pais, responsáveis e idosos, além de fraldário. A festa do bloco continua até 22h no local.

 

Veja também