TJMS JANEIRO
Menu
quinta, 20 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Algo mais

Declaração de Manu mostra todos os dias como a paternidade é gratificante para Ludyney

Ludyney contou que a chegada dos filhos mudou a vida por completo; Caio ainda não escreve, mas tem espaço igual no coração do paizão

06 janeiro 2022 - 13h00Por Antonio Bispo

Eternamente apaixonado pelos dois filhos, o jornalista Ludyney Moura mostrou nas redes sociais uma das várias formas da filha, de apenas cinco anos, retribuir o amor recebido pelo pai.

Ludyney conta que a chegada dos filhos mudou completamente sua vida, bem como a concepção de amor e mundo. Para ele, os filhos deram sentido à existência.

"Tive o imenso privilégio de acompanhar bem de perto os dois partos normais da minha esposa, e poder tocar minhas crias recém paridas, é uma experiência mágica, sobrenatural. Minha mulher foi uma leoa nos 2 partos e foi uma protagonista de sucesso, mas eu me sinto um coadjuvante privilegiado, e acho que como homem, é quando vimos a cria pela primeira vez que nasce o sentimento da paternidade", contou.

O jornalista comentou, ainda, que a consciência  de ser pai é extremamente assustadora, mas incomensuravelmente apaixonante  e carregada de sentimentos.

Dessa forma, Ludyney divide as experiências e relatos em um perfil na rede social, para ajudar a despertar em alguns homens, a vontade de participar mais da criação dos filhos.

"Eu cresci numa geração com pais muito ausentes, que delegavam às mulheres sozinhas toda a criação de filhos. Era raro, na minha infância e adolescência, ver um pai presente física e emocionalmente. E desenvolver a paternidade é um privilégio divino, literalmente um presente gracioso dado por Deus, do qual não podemos abrir mão. Eu tenho dois filhos, a Manu, de 5 anos, e o Caio, de 3, e todos os dias digo que os amo mais que tudo no mundo, e ouço essa resposta deles: 'não pai, a gente é que te ama mais', e eu sempre rebato: 'vocês só saberão o tamanho do meu amor por vocês quando tiverem seus filhos'. É um amor que chega dói tão intenso".

Para ele, atualmente, muitos pais estão assumindo de fato a paternidade, compartilhando tudo que diz respeito à criança, deixando de ser raridade.

"Lares saudáveis, com respeito e confiança, tendem a produzir adultos mais comprometidos com o outro, com o coletivo, com a terra", disse.

Ludyney explicou que, quem tiver interesse em acompanhar mais sobre seus relatos de paternidade e sobre as histórias do dia a dia, basta segui-lo através do perfil @ludyneymoura.