Menu
quarta, 28 de outubro de 2020
Algo mais

Com apoio da família, Hercione venceu câncer de mama em 7 meses e hoje dá força para outras mulheres

O tratamento dela foi feito no Hospital de Câncer Alfredo Abrão, que integra a Fundação Carmem Prudente de MS. A Rede Feminina de Combate ao Câncer também pertence à Fundação

05 outubro 2020 - 11h00Por Nathalia Pelzl

Dona de lanchonete e com uma rotina intensa de tarefas diárias, Hercione Rocha Cardoso Chistianini, 59 anos, viu sua vida virar de cabeça para baixo há 3 anos, quando descobriu o diagnóstico de câncer de mama.

“Foi a pior notícia da minha vida, pensei que não iria vencer, mais fui uma pessoa abençoada por Deus e tive muita sorte de encontrar pessoas tão lindas e especiais”, disse em entrevista ao TopMídiaNews.

O tratamento dela foi feito no Hospital de Câncer Alfredo Abrão, que integra a Fundação Carmem Prudente de MS. A Rede Feminina de Combate ao Câncer também pertence à Fundação. 

“Eles me receberam com tanto amor, que renovou minha esperança. Eu agradeço imensamente todos, a toda equipe da quimioterapia e, principalmente, ao meu anjo, que o meu médico Emanuel”, comenta emocionada.

Além da equipe médica, Hercione se apegou à família e descobriu uma força que nem imaginava ter.

“Eu pensava que o mundo era só trabalho, vivia para o trabalho, mas percebi que eu estava errada. A minha família foi e ainda é o meu maior apoio. A minha mãe, que tinha, na época, 78 anos, me acompanhou em toda a minha quimioterapia, eu olhava pra ela e isso me dava mais forças pra lutar. Olhava para ela e tive certeza que seria curada”.

Com poucos meses de tratamento, a boa notícia chegou: Hercione estava curada. “7 meses eu repeti os exames e já estava curada. Ainda estou em tratamento, mas já estou curada. O maior tratamento vem de você mesmo, da aceitação, depois da família, dos médicos e amigos”, reflete.

Agora, ela conta sua história para incentivar outras mulheres que estão passando pela mesma situação e faz um alerta.

“Eu sempre digo que câncer não é sentença de morte desde que a gente tenha força e determinação para lutar e acreditar em Deus, além de ter uma boa equipe médica acompanhando. Além disso, todas nós precisamos ficar atentas com a nossa saúde, realizar exames e se cuidar”, finaliza.

Leia Também

Rio Negro pode atingir 100% de coleta e tratamento de esgoto
Cidades
Rio Negro pode atingir 100% de coleta e tratamento de esgoto
Crianças ‘batem’ no pai após mãe ser socada e chutada no Caiobá
Polícia
Crianças ‘batem’ no pai após mãe ser socada e chutada no Caiobá
Mulher é encontrada desmaiada após ser espancada, enforcada e esfaqueada pelo ex
Polícia
Mulher é encontrada desmaiada após ser espancada, enforcada e esfaqueada pelo ex
Quarta-feira começa com tempo claro, mas previsão indica tempestade em MS
Cidades
Quarta-feira começa com tempo claro, mas previsão indica tempestade em MS