TCE MAIO
(67) 99826-0686
PMCG - Prestação de contas

Fisiculturistas de MS dão dicas de como melhorar seu corpo

Saúde

4 JAN 2014
Renan Gonzaga
06h00min
Claudete Santana, no centro, durante o Arnold Classic, maior campeonato de fisiculturismo no Brasil. Foto: Arquivo pessoal

Dia 6 de janeiro, para muitos campo-grandenses será o data oficial de começar a malhar, ou voltar para academia em alguns casos. Depois das festas de fim de ano, principalmente pela culpa de exagerar na comilança, a primeira segunda-feira de 2014 promete derramar suor pela cidade.


Segunda eu volto com tudo para academia, e também vou começar um dieta. Quero chegar no próximo verão com um corpo de panicat”, brinca a estudante de direito Graciane Dias, que pretende começar a reverter os excessos das festas no primeiro dia da próxima semana.


A busca por um corpo perfeito é saudável, desde que os métodos utilizados não comprometam a saúde de quem tem o “shape trincado” como objetivo de vida. E a motivação vem em grande parte através da mida, e toda indústria cultural, que determina padrões estéticos.


Mas ter um corpo de revista não é impossível, porém, é necessário muita disciplina. É o que explica a fisiculturista Claudete Santana, campeã brasileira em 2012 na categoria bodybuilder até 55 quilos. “Eu treino sete vezes por semana, de segunda à sábado, e faço sete refeições diárias”, afirma.


ALIMENTAÇÃO - O principal aliado na hora de malhar, com certeza é a dieta. A dica é não fazer nada radical e nem restrições severas, e sim aproveitar as principais refeições para consumir alimentos de menor quantidade energética, como verduras, legumes e cereais, além de frutas nos intervalos.


A alimentação saudável é a principal aliada para de criar e definir músculos. Foto: Reprodução


Dieta no fisiculturismo é mais importante que até o treino. É como você querer uma Ferrari e usar gasolina adulterada nela. A ideia é a mesma sobre a alimentação, você sempre tem que colocar os melhores nutrientes, na quantidade correta e na hora certa”, ressalta o fisiculturista iniciante Thiago Parrudo, de 21 anos.


A dieta é algo muito pessoal, o que eu como não serve para você, e vice-versa. O que recomendo é procurar um nutricionista que ele vai saber o que é melhor para cada um. Mas no geral, você tem que comer proteínas de alto valor biológico, carboidratos de baixo índice glicêmico e um pouco de gordura boa, como azeite, óleo de peixe, entre outros”, complementa Thiago.


Para Claudete, os alimentos utilizados para ter uma massa muscular magra são os que possuem pouca ou nenhuma gordura. E também os integrais como macarrão, arroz, batata, peixe , frango, carne magra e ovos, legumes e verduras.

 

EXERCÍCIOS - Além de exagerar na alimentação, no fim do ano é comum que muitas pessoas parem de frequentar academias e de fazer atividades físicas no geral. Mas cuidado que esta pausa pode causar prejuízos ao organismo, como alguns quilos a mais e a diminuição do condicionamento.


Os fisiculturistas aconselham que você incie os esforços no nível mais fácil, e depois vá aumentando a dificuldade, sempre com um apoio profissional. “No primeiro mês na academia eu já notei diferenças. Mas após dois ou três meses esses ganhos diminuem e fica mais difícil ganhar massa muscular”, diz Parrudo.


A fisiculturista treina sete vezes por semana para manter o corpo tricado. Foto: Arquivo pessoal


Claudete, que também é preparadora física, salienta que para se ter a tão sonhada barriga tanquinho é necessário combinar musculação com uma alimentação balanceada. Ou seja, não dá para separar os dois. “Para um bom resultado de definição abdominal é necessário uma dieta de baixa calorias e alguns exercícios de abdominais apenas para uma hipertrofia”, finaliza.

Veja também