Solurbe - corrida do meio ambiente 18/04 a 08/05
(67) 99826-0686
Prestação de contas 17/04 a 26/04/2019

Jovem larga Direito para vender 'geladinho' e faz sucesso na internet

Rapaz se formou na faculdade e tinha o sonho de passar em um concurso público, em uma reviravolta ele largou tudo e descobriu o lado empreendedor

16 ABR 2019
Da redação/SóNotíciaBoa
09h44min
Foto: Reprodução/SóNotíciaBoa

Um vídeo exibido no Canal SóNotíciaBoa mostrou a história e o trabalho de Fernando Lima, de 35 anos, um baiano formado em Direito que descobriu seu lado empreendedor e hoje vive mais feliz. O jovem decidiu largar a carreira na área jurídica para vender geladinho, o vídeo bateu a marca de 100 mil visualizações no Youtube

Ele revelou ao SóNotíciaBoa que ganha “mais do que um servidor nível médio” vendendo din-din – também conhecido em algumas regiões como chupe-chupe, ou geladinho.

Natural da Bahia, ele veio para Brasília em 2015 com o sonho de passar em algum concurso público. Como a concorrência é grande e o tempo foi passando, Fernando decidiu ousar e investir em sua marca. Fernando estilizou uma food-bike com a marca GelaDindin, começou a preparar dindins gourmet em casa – com receitas da avó dele – e hoje pedala pelos principais pontos de Brasília para refrescar a vida de moradores e turistas.

Alegria

Com o sorriso aberto de um bom baiano e ao som de reggae – que sai de uma caixinha de som acoplada à bike – ele chega a faturar 4 mil reais por mês.

“Inicialmente eu vendia aos finais de semana só. Quando eu vi que estava começando a crescer o mercado eu resolvi vender todos dias. Então, se a pessoa for todos os dias pra rua vender, tira uma base de 4 mil reais por mês, que é um salário de servidor nível médio hoje em dia”, revela.

Com o negócio em alta, a marca da família já está sendo vendida também na Bahia e em Santa Catarina.

Veja também