Menu
segunda, 06 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
ALMS - NOVEMBRO
Neste sábado

Luciene encontrou missão de ajudar pela fé e divide histórias cheias de lições em palestra

No auge da carreira, ela ouviu o coração para partir rumo a outro continente e mudar a vida de milhares, mas também a própria

19 outubro 2018 - 11h10Por Amanda Amaral

Para muita gente, só a ideia de deixar o conforto da rotina a caminho do incerto, abrindo mão de qualquer mínimo luxo ou vaidade, já apavora. Deixar as próprias ambições para se doar ao outro, em condições precárias, longe da zona de conforto dos amigos e familiares, ainda mais. 

Pois foi exatamente isso que Luciene Feitosa, 31 anos, decidiu fazer. Em pleno crescimento como profissional de marketing, ela aceitou o desafio que sua fé a propôs e embarcou para uma missão voluntária com a duração de um ano na África. 

Sua experiência é compartilhada em palestra gratuita que acontece neste sábado (20), na Câmara Municipal de Campo Grande, a partir de 17h. O intuito é tocar o coração das pessoas sobre a transformação apenas pela mudança de perspectiva sobre as necessidades reais da vida, pela ajuda a quem mais precisa e que pode estar mais próximo do que se imagina. 

O evento acontece também em homenagem a seu amigo Gerson Souza, que a acompanharia na palestra, mas faleceu após batalhar contra um câncer. 

De Campo Grande à África

Luciene sempre realizou trabalhos voluntários e cresceu em um lar religioso, de família adventista. Sonhava em ir além na ajuda ao próximo, mas tinha dúvidas e receios, que diz terem sido solucionadas em mensagens claras de Deus após pedir por uma direção, durante um ano. 

Foi informada sobre a oportunidade de participar de um projeto missonário nas ilhas São Tomé e Príncipe, na África, e a primeira dificuldade que seria a falta de recurso para comprar sua passagem e se manter no país por um ano foi logo superada. Fez vaquinha online com amigos, campanha na igreja, em redes sociais, e recebeu o maior patrocínio de um líder adventista.

“Bastou chegar lá para eu me transformar. Faltam muitos recursos, é um país totalmente pobre, de muita desigualdade. Fui pra ser professora voluntária e ensinar através do método de fonética, mas como fui com grupo de jovens que trabalhavam com tudo, fiz de tudo também em ação social. Além de estudar a bíblia, fazíamos bazares, campanhas de arrecadação, em nove comunidades pelo país, que tem 200 mil habitantes”, conta. 

Na inocência das crianças e o altruísmo dos adultos, cada dia fora de sua zona de conforto compensava os muitos mil quilômetros longe de casa. A gratidão era de ambos os lados. 

“Como vivem da roça, o país depende de outros para sobreviver e não tem emprego pra todo mundo, ainda assim certo dia ganhei um milho de uma mulher, que poderia ter vendido. Na cabeça de uma criança de lá, a gente só andava de barco, que é o meio de transporte deles, e cada pessoa mora numa ilha. Isso dá uma dimensão do quanto nós desperdiçamos, o quanto nós queremos coisas além do que precisamos”, divide. 

Ela voltou cheia de histórias e, com mais vontade de partir para outra missão, estuda inglês e se prepara financeiramente para alcançar mais vidas em lugares de extrema vulnerabilidade social. 

Para isso, realiza vendas de livros sobre saúde mental, física e espiritual, que podem ser encontrados diretamente com ela ou nas palestras em que realiza.  “Você pode ser instrumento de ajudar quem está próximo, ainda mais nesse momento em que vivemos. Precisamos quebrar vaidade, egoísmo, porque nos fechamos nas redes, no nosso mundo. Foi a maior lição que eu tive”, convida. 

Palestra

A palestra ‘Você vive ou apenas existe?’ é ministrada pela missionária Luciene Feitosa e acontece no sábado (20), às 17h, na Avenida Ricardo Brandão, nº 1.600, no auditório da Câmara Municipal de Campo Grande. 

A palestrante é bacharel em Geografia pela UFMS e graduada em Gestão de Marketing, e hoje tem ajudado pessoas a descobrirem e a viverem de forma prática sua missão, gerando assim uma corrente do bem de ajuda ao próximo.

O cadastro para participação é gratuito e pode ser feito clicando neste link