TCE Novembro
Menu
domingo, 05 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
pmcg revia negocios
Algo mais

Morro do Ernesto ganha cadeira adaptada para pessoas com mobilidade reduzida

Cadeira Julietti faz parte de um projeto de acessibilidade criado pelo casal Guilherme e Juliana

29 outubro 2021 - 13h45Por Diana Christie

Famoso pelo por-do-sol encantador, o Morro do Ernesto, em Campo Grande, vai inaugurar a Julietti, uma cadeira de rodas adaptada que possibilita que pessoas com deficiência possam realizar trilhas e subir montanhas. 

O local fica na fazenda Córrego Limpo, na região do Inferninho, a pouco mais de 25 quilômetros do centro da Capital. Já bem conhecido, o passeio se destaca pela trilha e pelas belas cachoeiras. 

O trajeto de subida é de dificuldade moderada em um percurso de 2,5 km entre subidas e descidas. O ganho de elevação é de cerca de 100 metros, em um trajeto íngreme e com alguns obstáculos devido às pedras pelo caminho.

A Julietti é uma cadeira adaptada, com todo o conforto para a pessoa deficiente, contando com uma estrutura confortável e extremamente segura. Para guiá-la, são necessárias duas pessoas: uma que vai puxando a cadeira na parte da frente e outra atrás para ajudar a empurrá-la, tudo utilizando as barras paralelas da Julietti.

Ao contrário das cadeiras convencionais, ela conta apenas com uma roda e também uma estrutura vertical que auxilia na estabilização da mesma no chão. "Queremos que o Morro do Ernesto seja acessível de verdade para todo mundo, por isso, buscamos opções e chegamos a essa cadeira adaptada. Acredito que sua chegada ao atrativo, deixa esse momento em que todos estão em busca de novos roteiros e passeios ainda mais especial", afirma Nelson Prioli, proprietário do local.

O projeto foi realizado através da parceria do Vertical Aventura e Ecoturismo e da ONG Montanha Para Todos. A primeira subida de Julietti ao Morro do Ernesto deve acontecer no dia 30 de outubro.

Gilberto Gomes Barbosa, guia e condutor da Vertical Aventura e Ecoturismo, conta que o projeto Aventura Para Todos pretende formar voluntários para auxiliarem nas subidas. Os passeios acessíveis ao morro devem acontecer uma vez ao mês e serão totalmente grátis, tanto para o cadeirante, quanto para os guias e o acompanhante. Os interessados devem entrar em contato com o Morro do Ernesto ou com o projeto de Gilberto.

Uma história de amor

Segundo a assessoria do local turístico, a cadeira Julietti é fruto de uma história de amor. Apaixonados por viagens e por explorar montanhas, Guilherme Simões e Juliana Tozzi enfrentaram muitos desafios em suas vidas. Após batalhar contra um câncer de mama e ser diagnosticada com uma síndrome neurológica rara durante a gravidez, Juliana ficou com os movimentos limitados.

A situação que parecia colocar um fim à rotina de aventuras dos dois foi apenas o início de outra jornada ainda maior. Guilherme prometeu à Juliana que, enquanto ela quisesse, ele continuaria levando-a para explorar montanhas. Foi aí que nasceu Julietti, uma cadeira de rodas adaptada, esboçada por Guilherme e produzida em uma serralheria. 

O projeto deu tão certo que o casal decidiu que mais pessoas deveriam ser incluídas nessa história. Até o final de 2021, mais de 1000 cadeiras devem estar rodando pelo país, grande parte delas por meio do Instituto Montanha para Todos, uma ONG que trabalha com voluntários espalhados pelo Brasil.

Para Guilherme, ver esse projeto tomando tamanha proporção é uma grande satisfação. Ao lado da esposa Juliana, ambos cuidam de perto a fabricação de cada uma das Julietti. Eles ainda não conhecem o Mato Grosso do Sul, mas agora com a chegada da cadeira por aqui, esse destino se tornou ainda mais possível.

"Fazemos questão de conhecer o Morro do Ernesto. Está em nossos planos. E saber que cada vez mais pessoas estão tendo acesso a esse tipo de passeio, é excelente. Viemos para somar, para ir atrás de novas soluções e possibilidades", afirma.