CORUMBÁ 21 A 23/06/21
TCE 21 a 27/06/2021
Menu
terça, 22 de junho de 2021
MEDIDAS RESTRITIVAS 19/06 a 27/06/2021
Algo mais

No dia do Mundial do Macarrão nada mais justo que apreciar um sobá campo-grandense

Gastronomia

25 outubro 2013 - 14h45Por Marithê Lopes
No dia do Mundial do Macarrão nada mais justo que apreciar um sobá campo-grandense

Dia 25 de outubro, é comemorado o dia Mundial do Macarrão. Se ele veio da China ou da Itália não importa. O que interessa mesmo é que um bom prato de macarrão já caiu no gosto do brasileiro há tempos. A delícia, que pode ser servida com diversos molhos e de várias maneiras e aqui em Campo Grande não é diferente, o sobá há tempos caiu no gosto do povo.

 

No início era só um prato dos imigrantes que vieram de Okinawa para as terras de Mato Grosso do Sul, que o consumiam reservadamente, por receio de serem taxados de exóticos. Só que os habitantes locais, por curiosidade, resolveram experimentar e o sobá dos okinawanos caiu no gosto popular.

 

O sobá de Campo Grande sofreu adaptações a partir da receita original do Okinawa Sobá, e adquiriu o status de bem cultural de natureza imaterial. O sobá é originalmente feito com macarrão de trigo sarraceno, mas em Campo Grande ele é feito com farinha branca, mais próxima do udon. A Feira Central da Capital é o lugar mais tradicional para apreciar o melhor sobá da cidade.

 

A história do macarrão

Pesquisadores apontam que ele surgiu há mais de 10 mil anos. Outros dizem que ele foi levado para a Itália pelo navegador Marco Polo, durante viagem para a Índia, no final do século XIII. Mas tudo não passa de hipótese. O certo é que há 17 anos, durante um Congresso do Macarrão, em Roma, foi criado o Dia Mundial do Macarrão, comemorado hoje.

 

Iguaria tipicamente italiana, foi por lá que essa deliciosa mistura de ovos e farinha recebeu vários formatos (finos, grossos, furados) e se juntou a diferentes molhos. Foram esses mesmos italianos, os imigrantes, que trouxeram essa iguaria para o Brasil no século XIX. Em Fortaleza, o macarrão tem bastante destaque em muitos dos restaurantes da cidade e já ganhou o paladar do cearense.

 

Especialistas apontam que o ideal é a iguaria ser degustada sem muito molho. Quando colocado em excesso, perde-se muito a textura da massa, como o sabor e as sensações da pasta. O mesmo acontece com uso de azeite. Se você é daqueles que adora ensopar a massa com muito azeite, é melhor colocá-lo no pão que está acompanhando o macarrão. E, definitivamente, o queijo parmesão é a melhor opção para uma massa, já que tem o perfeito equilíbrio de doce e acidez. Além disso, acompanha qualquer molho.

 

Leia Também

Marido de mulher executada em emboscada em Dourados é detido
Interior
Marido de mulher executada em emboscada em Dourados é detido
Alunos vão entrar com intervalos de 15 minutos para evitar ônibus lotados em Campo Grande
Cidade Morena
Alunos vão entrar com intervalos de 15 minutos para evitar ônibus lotados em Campo Grande
Internado no HRMS, Jorge precisa de remédio que está em falta no país para vencer bactéria
Cidade Morena
Internado no HRMS, Jorge precisa de remédio que está em falta no país para vencer bactéria
Revitalização da Rui Barbosa ganha nova frente e se aproxima da UFMS
Cidade Morena
Revitalização da Rui Barbosa ganha nova frente e se aproxima da UFMS