ALMS CONTAR 25/06 A 27/06
(67) 99826-0686
PMCG - SLOGAN 17/06 A 30/06

WhatsApp é meio rápido para fazer negócios na Capital

Comunicação

30 NOV 2013
Renan Gonzaga
07h30min
O WhatsApp se torna recurso eficiente nos negócios. Foto: Renan Gonzaga

São 10 horas da noite. O empresário Juarez Regiori deveria estar fechando as portas da academia onde é proprietário para descansar. Com o smartphone na mão, é o momento de responder aos clientes que perguntam sobre os horários dos treinos do próximo dia. "Amanhã o Muay Thai começa às 19h, não vá se atrasar, esteja aqui no horário", digita o empreendedor de 22 anos.

Hoje, no mundo inteiro. são mais de 200 milhões de pessoas que trocam mensagens através do aplicativo, que custa US$ 0,99 para IPhone e que será cobrado o mesmo valor para Android a partir do ano que vem. Muito utilizado pelos jovens, o WhatsApp teve sua ascensão no ano de 2013 entre os usuários da Capital. Para muitos, o aplicativo substitui as antigas mensagens de texto, ou SMS. A diferença é que a comunicação pelo widget se estabelece através da internet, ao invés das redes GSM como numa chamada. Mas isso você deve estar careca de saber.

 

A novidade é a praticidade desse tipo de comunicação, já que, diferente do computador, o celular está sempre com o dono. Os empresários mais tecnológicos de Campo Grande já aderiram ao aplicativo como forma de manter o contato direto com os clientes.

"A utilização do WhatsApp na minha academia funciona com o atendimento, fazemos a divulgação de nossos serviços na internet e disponibilizamos o número para que entrem em contato com maior facilidade", explica Juarez.


Porém, toda essa praticidade na comunicação pode causar alguns inconvenientes. "Procuro restringir ao horário comercial, mas acabo dando retorno até nos finais de semana", aponta a personal stylist, Adriana Estivalet, que não utiliza o aplicativo fora do horário de trabalho para dar dicas de imagem pessoal e corporativa. "Recomendo não exceder no atendimento, afinal são negócios", completa.

Por outro lado, há quem ganhe dinheiro atendendo ao clientes durante a madrugada. A empresa Clickbeer Delivery vende bebidas alcoólicas pelo site, telefone ou WhatsApp, e entrega na casa do consumidor. "As pessoas geralmente estão em festas e não podem fazer ligações por causa do barulho, é aí que a gente entra", salienta Naelson Rodrigues, gerente operacional do empreendimento.

É uma questão de praticidade que tem mudado toda estrutura de algumas companhias surgidas recentemente. E pelo que tudo indica, o segmento está crescendo cada vez mais na Capital. "Tem dias que 100% dos atendimentos é feito pelo aplicativo", relata Naelson.

Veja também