TCE JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
terça, 28 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
AO VIVO

Professora acusada de abusar de crianças em escola é ouvida na delegacia, em Campo Grande (vídeo)

Docente chegou à DEPCA na manhã desta terça-feira após ser intimada

17 maio 2022 - 10h15Por Antonio Bispo e Itamar Buzzatta

A professora acusada por pais de crianças que estudam na escola Mon Petit, localizada no bairro Santa Fé, em Campo Grande, de abusar dos alunos, foi ouvida na DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), na manhã desta terça-feira (17).

Ao sair da delegacia, a professora optou por cobrir o rosto e evitou falar com a imprensa. O advogado Igor Morais Paulino informou que ela nega todos os fatos e que só se pronunciará através dos laudos.

O caso veio à tona na quinta-feira (12), quando uma das mães procurou a delegacia para fazer a denúncia. Na ocasião, ela relatou que levou um susto quando a filha chupou o dedo dela.

''Em março, ela chupou o meu dedo de forma sensual, maliciosa e eu assustei'', contou a mulher. Ela questionou a garota, que revelou ser a professora que fazia isso. A mãe chegou a insistir para saber se não foi o avô ou o próprio pai, mas a menina garantiu que era a professora.

Abalada, a mulher perguntou para a criança, sobre o que mais a docente fazia nela.

''Ela enfiou o dedo lá no fundo da boca'', relatou a mãe, que chorou ao narrar a história.

Ainda conforme a entrevista, a mãe conta que a filha chupou o dedo dela novamente, no sábado (10). Ao ser perguntada sobre isso, a pequena contou que era no recreio que a professora chupava o dedo dela e depois dava o dela para a vítima chupar.

A certeza sobre os abusos veio quando a mulher encontrou outra mãe de aluna, da mesma sala da filha dela. Ao narrar o comportamento estranho da filha para a outra mãe, ouviu que ela estava vivendo a mesma situação.

''Sua filha está sendo abusada e isso está acontecendo com a minha'', disse uma mãe para a outra.

As duas crianças teriam relatado às mães sentirem dores da vagina. A mãe, que fez a primeira denúncia, levou a menina ao ginecologista. Na consulta, a médica informou que o hímen não estava rompido, mas não significava que não houve abuso.

Esta é a segunda mãe que vai denunciar o caso. A mãe de uma menina de 3 anos, procurou a Polícia Civil no dia 9 deste mês e deu relato semelhante.

 

 
EXCLUSIVO: Professora acusada de abusado contra crianças em escola particular se apre

EXCLUSIVO: Professora acusada de abusado contra crianças em escola particular se apresenta na DEPCA

Posted by TopMídia News on Tuesday, May 17, 2022