TJMS JANEIRO
Menu
domingo, 23 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Campo Grande

Campo Grande está entre as capitais menos transparentes do país

12 dezembro 2015 - 08h33Por Rodson Willyams

O Ministério Público Federal (MPF) apontou que o município de Campo Grande ocupa a 23ª posição entre as 29 capitais brasileiras no quesito transparência. O exame levou em conta os aspectos legais e a boas práticas de transparência feito com base em questionário elaborado pela Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA).

De acordo com a pesquisa, o levantamento mostra o total descaso por parte dos gestores que não se esforçam para cumprir a Leis da Transparência em relação ao serviço público. A escala foi de zero a dez pontos e a Capital registrou 5,2 pontos, bem distantes dos sete pontos registrados no país.

Além de Campo Grande, o MPF fez um levantamento em 80 sites de Mato Grosso do Sul e constatou que nenhum deles atendem a legislação de transparência no serviço público. Devido ao resultado, o MPF expediu recomendações a cada um dos  gestores e as medidas devem ser adotadas em até 120 dias para a adequação à lei. Após esgotado o prazo será realizada uma nova avaliação entre 11/04/2016 e 09/05/2016.

Encerrado o período de avaliação, caso o gestor não tiver cumprido a recomendação, ele poderá ser alvo de ação por improbidade administrativa e poderá também ser processado na esfera penal por crime de responsabilidade, sendo que o ente federativo (Estado ou município) poderá ainda pode ter as verbas federais bloqueadas até que a situação seja regularizada.

Melhores colocados

No ranking das cidades mais bem colocadas, as cidades de Anastácio e Anaurilândia ocupam a primeira posição com nota máxima - sete pontos.

Logo depois vem as cidades de Corguinho, Naviraí, Dois Irmãos do Buriti, Aparecida do Taboado, Pedro Gomes, Rio Negro, Angélica e Itaquiraí. 

A pesquisa foi realizada em 5.568 municípios e entre os 27 estados brasileiros. O Estado permanece na última posição.