TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
segunda, 04 de julho de 2022 Campo Grande/MS
Campo Grande

Cervejinha barata? Dia sem imposto tem skolzinha, arroz e até lavagem de edredon pelo menor preço

Fique atento aos estabelecimentos que aceitaram participar do dia sem imposto em Campo Grande

04 junho 2020 - 10h40Por Dany Nascimento

Alguns produtos estão sendo comercializados sem as altas taxas tributárias nesta quinta-feira (4), em Campo Grande. O dia é dedicado à conscientização sobre as altas taxas em todo o país e alguns estabelecimentos da cidade entraram na onda.

Para os campo-grandenses que gostam de uma cervejinha, a conveniência Cerv1 Já, da Avenida Afonso Pena, no centro da cidade, oferece desconto na cerveja skol e coca-cola, ambas palito.

De acordo com a atendente do local, que terá o nome preservado, a cerveja que normalmente custa R$ 3,50, é vendida hoje por R$ 1,39. Já a coca-cola, vendida para os clientes por R$ 2, sai por R$ 1,16.

Além disso, a Rede de Supermercados Nunes (Avenida Günter Hans, 165 – Guanandi; Rua Francisco Antônio de Souza, 866 – Porta Caiobá; Avenida Júlio de Castilho, 5249 – Jardim Aeroporto; Avenida Euler de Azevedo, 3440 – São Francisco), oferecem arroz Tio Lautério 5kg, o açúcar Cristal Casa Verde 2kg, a farinha de trigo Primor 1kg e o biscoito Rancheiro 800g, sem imposto.

Na Pistache, que fica rua Sebastião Lima, 944, 50kg de castanha do Pará e 50kg de castanha de caju estarão sem os impostos. E para quem está ansioso para lavar aquele edredon, que normalmente não pode ser batido na máquina de lavar roupas, aproveite porque a lavanderia Wash Lave retirou o imposto do serviço de lavagem de edredon, tanto casal, quanto solteiro, que hoje custa R$ 20,00. A empresa fica na Marechal Rondon, 2.430 – Z.

O Dia de conscientização é realizado pela DLI (Dia Livre de Imposto), que em Mato Grosso do Sul será realizado pela FCDL MS – Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas, com o apoio das CDLs de Campo Grande e Dourados.

De acordo com a presidente da FCDL MS, Inês Conceição Santiago, o DLI é um importante movimento de conscientização. “Nossas taxas de impostos estão entre as mais caras do mundo e sobrecarregam quem quer investir, ter seu próprio negócio. O empreendedor sofre com tantos tributos e o consumidor acaba recebendo isso, em cima do produto final”.

A presidente destacou que mesmo neste período de pandemia as tributações estão sufocando os empresários. “São tributos altíssimos que oneram o crescimento das empresas e em muitos casos têm matado a empresa, antes mesmo do seu primeiro aniversário”.