tce janeiro
CNH - MOTO
Menu
sexta, 28 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Campo Grande

Com cidade em crise, Bernal quer reeleição em 2016

20 novembro 2015 - 11h16Por Dany Nascimento

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP) afirmou ao TopMídiaNews que será candidato a prefeito em 2016, mas que seu nome só será divulgado oficialmente no dia da convenção do Partido Progressista. Alcides destaca que 'os cargos que ocupa atualmente os qualificam para ser escolhido pelo partido'.

A 'pré-candidatura' de Bernal é anunciada em momento de intensa crise municipal, com Campo Grande tomada por crateras nas ruas e denúncias de falta de merenda nas escolas. Além disso, Bernal é alvo de processo na Justiça Federal e está com os bens bloqueados, além de contar com o apoio de praticamente nenhum outro partido, fora o PP.

"É óbvio que quem está na gestão, continue como candidato a prefeito. Eu volto a esclarecer, que  essa questão político eleitoral, nós vamos tratar na convenção porque não é nossa prioridade. Mas  eu sendo prefeito, sendo presidente regional do partido, vou disputar a eleição por questão de honra", diz Alcides.

Bernal não acredita que suas atitudes diante do Executivo, como o aumento da tarifa de ônibus por meio de decreto, que passou a ser R$ 3,25, podem prejudicar na escolha da população por um candidato.

"Houve aumentos significativos em todas as áreas. Pega a inflação acumulada índice 9,57% de setembro a outubro e a adequação da tarifa foi na ordem de 8,83%. Houve adequação da tarifa porque aumentou os salários dos motoristas, elevou o preço de elementos na planilha do transporte, então se a gente quer que transporte melhore, tem que no mínimo adequar o custo da tarifa", diz Bernal.

Sobre os recentes escândalos, o prefeito evita tecer comentários, afirmando que 'são notícias velhas'.