TCE Novembro
TJMS DEZEMBRO
Menu
sexta, 03 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
ALMS - NOVEMBRO
Campo Grande

Cega de um olho e com risco de ser despejada, Camila volta a pedir socorro

Camila tem dois filhos menores de cinco anos e precisa de trabalho com diárias, alimento, fralda e leite

18 outubro 2021 - 15h00Por Rayani Santa Cruz

Camila Cristina da silva, 32 anos, doméstica possui problema ocular desde que engravidou do segundo filho e não consegue o número de diárias o suficiente para suprir o sustento da família. Vivendo sob o risco de ser despejada, ela vem sempre recorrendo à ajuda da mídia com a divulgação da situação e de pessoas que realizam a bondade de doações.

Há quatro meses, ela foi despejada de uma invasão no Jardim Noroeste, caso já noticiado no TopMídiaNews (clique aqui para ver) e após isso se instalou em uma casa de aluguel no bairro Aero Aero Rancho. 

Camila diz que a filha já tem 4 anos e o bebê está com nove meses. Existe a necessidade de fraldas, leite, e alimentos, já que novamente a diarista se encontra com a geladeira vazia.

Ela justifica que após o marido morrer há dois anos, e passar a ter sintomas da doença no olho ocasionada por toxoplasmose, quase não consegue fazer as diárias porque falta oportunidade.

Camila diz que já procurou diversos veículos de comunicação onde relatou a situação. Recentemente ela fez uma reportagem em um canal de TV local e diz que conseguiu o valor do aluguel de R$ 600 onde quitou o mês de setembro. Agora, para quitar o aluguel de outubro necessita do mesmo valor. 

“Estou desempregada e só com uma diária que rende R$ 100 por mês e tenho o Bolsa Família no valor de R$ 212. Muita gente critica quando eu peço ajuda, me bloqueia, nas matérias tem comentários horríveis. Eu acho que quem não quer ajudar, não precisa criticar a pessoa que está precisando. Eu faço pelas crianças e não por mim."

Camila deseja também um carrinho para o bebê, cama de casal, e botijão de gás, além dos alimentos e fraldas.

"Quando eu estava com a minha vida perfeita eu nunca precisei pedir as coisas. Sempre trabalhei na minha vida. Já deixei currículos em diversos lugares e em nome de Jesus vou conseguir um serviço."

Para ajudar entre em contato através do Whatsapp pelo 67 98215-9481 ou vá até a residência na rua Henrique Souza Filho, número 200, Aero Rancho.