TJMS JANEIRO
Menu
quinta, 20 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Campo Grande

Dinâmico: com gasolina em falta e ônibus restritos, preços da Uber disparam na Capital

Preço aumentou, em média, 50% do cobrado normalmente

26 maio 2018 - 13h30Por Thiago de Souza

O início da noite desta sexta-feira (25) foi mais 'caro' para quem precisava voltar do trabalho em Campo Grande. Com linhas de ônibus restritas e dificuldades em abastecer o carro, o preço da Uber entrou em modo dinâmico, com acréscimo de até 50% no valor da corrida.

O trajeto da rua 24 de outubro, Vila Glória, até o Jardim Los Angeles, região sul da cidade, custa, normalmente, média de R$ 20. No entanto, por volta das 19h15, não se achava por menos de R$ 29,12. Na maior parte das consultas no aplicativo Uber, o preço estava no modo dinâmico.

Trecho entre a Praça Ary Coelho, centro da Capital até o Shopping Campo Grande, às 19h15, que fica na mesma avenida, saía a R$ 13,95, cerca de quatro vezes mais do que o cobrado no transporte coletivo.

Quem precisou se deslocar da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Universitário até a Santa Casa, por volta das 19h30, iria pagar R$ 16,51.

Conforme um motorista do aplicativo, que não quis se identificar, na tarde quinta-feira (24),  os condutores da empresa já estavam ansiosos por uma alta no preço das corridas. Ele lamentou o fato de, naquele período, o preço ainda não estar em modo dinâmico.  

''Ainda não está. Vamos ver à noite. Parece que à noite vai ficar bom'', disse o profissional na tarde de quinta-feira.  

Articulados saíram de linha por gastar mais Diesel. (Foto: André de Abreu/Arquivo)

Coletivo

O Consórcio Guaicurus, responsável pelo transporte coletivo de Campo Grande anunciou, nessa quarta-feira (24), redução de 20 veículos que circulam nos horários de pico e substituiu as linhas executivas, chamadas de 'fresquinhos' e os ônibus articulados (sanfonados) por carros comuns.

O motivo das alterações e reduções foi a escassez da oferta de óleo diesel nos postos de combustíveis da Capital. Ainda segundo o Consórcio, só há combustível na reserva das empresas suficiente para mais dois dias.