Menu
terça, 25 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Campo Grande

Em um dia, chove 26% do esperado para dezembro inteiro em Campo Grande

06 dezembro 2015 - 16h35Por Rodson Willyams

De acordo com a meteorologista Cátia Braga, o acumulado da chuva que atingiu o Campo Grande chegou a 59,6 milímetros, 50,8 deles somente neste sábado (5), o que foi suficiente para provocar diversos estragos e prejuízos na cidade. O volume representa 26,5% do histórico registrado no mês de dezembro, de 224,9 mm. Os dados foram captados pelas estações meteorológica que estão espalhadas pela Capital.

A chuva que caiu ontem e durou em torno de uma hora pegou muitas pessoas desprevenidas, deixando, inclusive, gente ilhada em diversos pontos da cidade. O Corpo de Bombeiros registrou diversas ligações em que moradores da Capital tiveram algum tipo de problemas, como casas inundadas pela água da chuva.

Segundo Cátia Braga, em alguns bairros de Campo Grande, a chuva pode ter ocorrido com intensidade maior do que foi registrada pelas estações. Conforme os dados 'não houve registros significativos de 6,8 mm'. Porém, o índice pode ter sido maior em outras regiões da cidade.

Mata do Jacinto

Após a chuva que ocorreu ontem (5), os militares do Corpo de Bombeiros disseram a reportagem que uma das barragem que fica na região da Mata do Jacinto, não estaria segurando o volume de água. Por essa razão, quando chuva cai com volume intenso naquela região, provoca alagamento em outros pontos, como na Via Parque, na região do Shopping Campo Grande.

Na tarde de ontem, dois condutores ficaram presos. O motorista de uma caminhonete precisou ser resgatado pelo Corpo de Bombeiros após água subir rapidamente e chegar ao nível das rodas. Já o motorista de um veículo gol, teve o carro arrastado e quase foi levado para dentro do córrego, devido a força da água, que também acabou invadindo o interior do veículo.

Ambos afirmaram a reportagem, que em questões de segundos, a água os surpreendeu e não deu tempo de fazer nada. A chuva forte também provocou a morte de uma pessoa, um homem foi encontrado preso em um galho de árvore próximo ao viaduto da Avenida Manoel da Costa Lima com a Ernesto Geisel. A suspeita é que o corpo tenha vindo de outro ponto da cidade, após o rapaz ter sido surpreendido pela intensidade das chuvas.