segunda, 15 de julho de 2024

Busca

segunda, 15 de julho de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

WhatsApp Top Mídia News
Campo Grande

há 4 semanas

Filho lembra dois anos sem Delinha e fala em 'saudade imensa' em Campo Grande

Dama do Rasqueado faleceu exatamente em 16 de junho de 2022

''Dois anos sem Delinha'', diz postagem no Facebook de João Paulo Pompeu, filho da Dama do Rasqueado. A cantora sertaneja faleceu exatamente no dia 16 de junho de 2022, na Capital. 

''... saudades imensa, mas feliz por estar junto a Deus e Nossa Senhora Do Perpétuo Socorro'', disse João Paulo em referência à devoção da mãe. 

O filho lembrou que a alegria e o jeito simples da mãe viver deixam saudades, mas ele diz entender que a missão dela foi cumprida com louvor. 

''onde ela estiver possa mandar boas energias para nós'', pediu o herdeiro da Dama do Rasqueado. 

Internautas amigos do jornalista comentaram e exclamaram o carinho eterno por Delinha. 

''Inesquecível'', disse um fã. Outro comentou: ''Eternas lembranças''. 

Partida

Delinha, que ostentava o título de ‘’Rainha do Rasqueado’’ se foi no bairro Amambaí, onde passou a vida e construiu a história de Campo Grande e de Mato Grosso do Sul. 

A cantora, de voz forte e inconfundível, faleceu após uma longa batalha contra problemas respiratórios e pneumonia.
A lenda de MS faleceu aos 85 anos, grande parte dedicados à música regional. 

Filho fala em saudade imensa sem a mãe por dois anos

Delinha fez história no Brasil com canções sertanejas (Foto: divulgação)

A Dama

Delinha nasceu Delanira Gonçalves Pompeo, no distrito de Vista Alegre, em Maracaju. O primo, José Pompeu, que depois veio a ser o marido, ''o Delinho'', nasceu no mesmo local. 

Os dois começaram a carreira artística na década de 50, diz o site Boa Música Ricardinho. Eles cantavam em programas de auditório e em festas. Aos poucos, o talento foi percebido pelo público e a carreira deslanchou. 

Já famosos, Délio e Delinha se mudaram para São Paulo, onde atuaram pela rádios Bandeirantes e Nove de Julho. Corajosos, os dois levaram a música do então estado de Mato Grosso Brasil afora. 

O primeiro disco da dupla, chamada de ''O Casal de Onças do Mato Grosso'' foi gravado em 1959. Os sucessos eram o rasqueado ''Malvada'' e ''Cidades Irmãs''. No ano seguinte, veio a gravação do rasqueado ''Prenda Querida'' e a Guarânia, ''Meu Cigarro''. 

Foram vários os discos gravados, até que o casal se divorciou após 25 anos de união. Em 1978, a dupla foi reatada e lançou o disco independente ''O Sol e a Lua'', um dos maiores sucessos da carreira deles. 

Em 1993, segue o site, o incentivo de antigos apoiadores e de uma nova geração de fãs, fez a dupla reaparecer em apresentações públicas. Em 2007, a dupla gravou o CD e DVD em homenagem aos 50 anos de carreira. 

Délio morreu de câncer no pulmão em 2010. Delinha seguiu então fazendo show solo. Do casamento entre Delio e Delinha, nasceu João Paulo Pompeu.  

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
AMIGOS DA CIDADE MORENA ABRIL NOVEMBRO