TCE Novembro
Menu
segunda, 29 de novembro de 2021 Campo Grande/MS
pmcg revia negocios
Prevenção

Novembro Azul: dois exames podem evitar mortalidade de homens em Campo Grande

Sesau diz que 68 unidades de saúde estão aptas a orientar público alvo da campanha

17 novembro 2018 - 13h30Por Thiago de Souza

O foco das ações contra o câncer de próstata em Campo Grande este ano é a prevenção. O trabalho é feito em 68 unidades de saúde, com dois principais exames para diagnosticar a doença: o PSA e o toque retal. O Novembro Azul é dedicado à conscientização sobre a doença que mata, em média, 70 homens por ano na Capital. 

Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, são mais de 50 ações de promoção à saúde, que acontecem nas unidades básicas de saúde, as UBSs e nas unidades básicas de saúde da família, as UBSFs.

O tema da campanha é: Novembro Azul: Homens como sujeitos do cuidado. O slogan adotado este ano é: ''Homem, da infância à velhice, cuide da sua saúde, de novembro a novembro''.

''O objetivo é discutir a temática do câncer de próstata, abordando principalmente sua prevenção, estimulando os homens a cuidarem mais de sua saúde'', informou a Sesau.

Exames

Nas ações, serão feitos os pedidos de exames de PSA, que podem detectar precocemente casos da doença e outras condições, como a hiperplasia prostática benigna e a prostatite. Ele é o primeiro exame feito durante a investigação de um câncer de próstata.

O exame nada mais é do que uma análise do sangue colhido do homem para ver a quantidade de PSA, ou seja, moléculas produzidas pelo organismo quando a pessoa possui a doença. 

Outro exame que complementa a investigação é o de toque retal. Nele, o urologista analisa possíveis alterações na próstata, que podem ser indicativos de câncer ou hiperplasia benigna da próstata.  

O exame de toque retal é rápido, realizado em consultório médico, não interfere na sexualidade e nem causa dor. De acordo com especialistas, o toque pode causar algum desconforto caso a pessoa tenha fissuras anais ou uma infecção retal.

Quem deve fazer?

Conforme a Associação Americana de Urologia, a orientação é que homens a partir dos 50 anos procurem os centros de saúde para fazerem os exames. No entanto, para homens de 40 a 54 anos que tiverem fatores de risco para o câncer de próstata, como casos na família, por exemplo, devem passar por exames também.