Maracaju III agosto verde 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
quarta, 17 de agosto de 2022 Campo Grande/MS
Lobo Guará
Campo Grande

Lenda de MS, Geraldo completa 35 anos como garçom em restaurante de Campo Grande

Geraldo é muito querido pelos companheiros de serviços e também pela clientela

01 julho 2022 - 21h41Por Elizeu Ribeiro

Um funcionário exemplar, simpático com a clientela e querido pelos amigos, Geraldo, 60 anos, garçom do restaurante Cantina Romana, está completando 35 anos de profissão nesta sexta-feira (1°).

Nas redes sociais, o restaurante prestou uma singela homenagem, ao funcionário que tem muita história para contar. Não só das que viveu dentro do seu ambiente de trabalho, mas também as lições de vida que o tornaram uma pessoa extraordinária.

" O rosto que reflete pedaços de história de centenas de famílias campo-grandenses…um ser humano gentil por excelência e um profissional exemplar. Nossos profundos agradecimentos a você Geraldo pela entrega excelente e a amizade que faz parte das nossas vidas", escreveu a empresa.

Em entrevista concedida ao TopMídiaNews, em 2017, Geraldo contou um pouco de sua trajetória até se consolidar como um dos garçons mais queridos de Campo Grande.

Natural do interior de Minas Gerais, ele veio para Campo Grande ainda criança com a família.

" Vim primeiro para a região do Bolsão, aí morei em Corumbá e, com 25 anos, decidi vir para Campo Grande. Por melhores chances de conseguir emprego, cidade maior é melhor né, Capital sempre vai ter mais oportunidades de crescer. Sou de família bem simples, não tive a oportunidade de fazer uma faculdade, por exemplo.

Antes de ser garçom, Geraldo trabalhava em um laboratório, mas queria aumentar a renda. Através de seu irmão, ele ficou sabendo da vaga no restaurante e mesmo nunca tendo trabalhado de garçom, decidiu encarar o desafio. 

De início, ele pretendia conciliar os dois trabalhos, mas como foi ficando cansativo, Geraldo optou sair do laboratório e dedicar-se somente ao restaurante, onde permanece até hoje.

Na ocasião da entrevista, ele chegou a fazer uma reflexão muito importante, e que vale para os dias atuais também.

" Nesses 35 anos eu conheci muita gente. Aprendi o valor em se tratar todo mundo bem, porque você não sabe quem está ali, todos são iguais e só querem se sentir especiais num momento de lazer, bem estar com a família, amigos, ou companheiros de trabalho. Tudo o que você faz de bom retorna de alguma maneira",disse Geraldo.