TCE Novembro
Menu
domingo, 05 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
CONSTRUINDO O SABER 29/11 A 29/12
Campo Grande

Manifestação de professores causa tumulto no trânsito de Campo Grande

10 junho 2016 - 12h39Por Com informações da assessoria

Diversos alunos não tiveram aulas hoje (10), e os seus professores foram para o Centro de Campo Grande protestar, ocasionando grande congestionamento.

A Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (FETEMS) convocou os professores e funcionários administrativos de todo o Estado para paralisarem as atividades nesta sexta-feira (10). Em defesa dos direitos trabalhistas, os professores fizeram  uma grande mobilização em Campo Grande, a partir das 9h, na Praça do Rádio Clube.

O movimento foi de cunho nacional e aprovada por cerca de 450 trabalhadores em educação de todo o Mato Grosso do Sul, delegados dos 73 sindicatos filiados à Federação, em Assembleia Geral da categoria, na tarde da última quarta-feira (1).

A pauta da mobilização:

  • Em defesa da democracia.
  • Contra o fim do piso salarial e da hora-atividade.
  • Contra a reforma da previdência e o fim da aposentadoria especial dos professores.
  • Contra a privatização das escolas públicas, através das Organizações Sociais e da militarização.
  • Contra a retirada da obrigatoriedade dos recursos da Educação Pública (18% da União e 25% dos Estados e Municípios) da Constituição Federal.
  • Contra a alteração do regime de partilha na exploração do Pré-sal que destinaria recursos para a educação e saúde. Também contra a entrega de nossas riquezas naturais, como o petróleo, para o capital estrangeiro.
  • Contra a Lei da Mordaça que está sendo debatida em todo o território nacional e está em processo de votação na Rede Municipal de Ensino de Campo Grande com o intuito de proibir e mandar para a cadeia os professores que debaterem em sala de aula questões de religião, sexualidade (conscientização, igualdade de gênero, violência contra a mulher, homofobia e etc...) e política.