TCE JUNHO 2022
PREF MARACAJU JUNHO REFIS 2022
Menu
quarta, 29 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
Campo Grande

NOVIDADE: Prefeitura libera construção civil para funcionar neste final de semana

No sábado e domingo só funcionarão atividades essenciais

17 julho 2020 - 20h10Por Thiago de Souza

A Prefeitura liberou a atividade econômica da construção civil para funcionar neste sábado e domingo, em Campo Grande. Outros serviços não-essenciais ficarão fechados neste e no próximo final de semana. 

Decreto publicado no Diário Oficial na tarde desta sexta-feira (17) e trouxe alterações em relação ao penúltimo. Os serviços de bares, lanches e refeições, restaurantes, buffets e estabelecimentos similares também podem funcionar, mas só na modalidade drive-thru. 

No drive-thru, explica a prefeitura, o cliente vai até o estabelecimento, faz o pedido e aguarda o preparo dentro do carro. Depois de pronto ele leva o alimento para casa e evita aglomerações. 

Rigor

Segundo a Prefeitura, entra em vigor neste sábado (18), o Decreto n. 14.380, que institui, no período de 18 a 31 de julho, medidas restritivas às atividades econômicas e sociais como parte da estratégia de prevenção à Covid-19. 

Mais cedo

O toque de recolher foi antecipado das 23 para às 20 horas, se estendendo até às 5 horas da manhã do dia seguinte. Neste período, será proibida a circulação de pessoas, exceto quando necessária para acesso aos serviços de saúde, comprovando-se a necessidade ou urgência.

Restrição da atividade

Nos próximos dois dias, só funcionarão atividades econômicas essenciais, como os supermercados, hipermercados, supermercados, mercados, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros (incluindo as bancas de feiras livres), quitandas, padarias e centros de abastecimento de alimentos, construção civil, respeitando o horário do toque de recolher. A exceção serão as farmácias que abrirão conforme o horário fixado no alvará de funcionamento. Será mantido o auto atendimento nos bancos, lotéricas e agências bancárias, que poderão funcionar apenas para o pagamento do auxilio emergencial.

O transporte coletivo só poderá atender usuário que comprove ser trabalhador dos serviços essenciais, por isso poderá ser cobrada a apresentação de documento como crachá de identificação ou carteira de trabalho.

Nos casos de atividades não essenciais, que optem por funcionar no sistema delivery, cabe aos responsáveis pelos estabelecimentos providenciar meio de transporte alternativo aos seus funcionários e colaboradores.

Não são consideradas atividades e serviços essenciais bares, restaurantes, lanchonetes, lojas de conveniências (com exceção das que possuem o CNAE de minimercado), shoppings, lojas de galerias em hipermercados, comércio em geral, academias, salões de beleza e estética, barbearias, tabacarias, comércio em pet shops (permitido apenas o atendimento para assistência médica veterinária), oficinas mecânicas, lava-jatos, escritórios, entre outros.