TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
quinta, 30 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
Campo Grande

Mesmo sem emprego, Carmen cria rede do bem e faz campanha para ajudar quem precisa

Tudo começou após ela receber o pedido de ajuda de uma amiga para resgatar uma cadela que estava abandonada

12 maio 2020 - 07h00Por Nathalia Pelzl

Mesmo sem estar trabalhando, Carmen Maria Calderon, 55 anos, tem se mobilizado para ajudar as pessoas que precisam diante dessa pandemia da codiv-19. Moradora da região Sul de Campo Grande, ela tem buscado arrecadar alimentos e itens básicos para os moradores da região do assentamento "Deus Proverá”.

Tudo começou após ela receber o pedido de ajuda de uma amiga para resgatar uma cadela que estava abandonada.

“Recebi o pedido de uma ajuda de uma amiga para resgatar uma cadela muito magra. Não tinha tido nenhum tipo de ajuda ainda, fiz a postagem solicitando, marquei umas pessoas e aí começou uma mobilização. Agora, por fim, abrimos um grupo e está tomando outras dimensões para ajudar outras famílias”, contou.

“Ali tem pessoas e animais no meio do nada, ou melhor, em meio a plantação de milho das fazendas, sem internet, luz elétrica, água encanada, gás de cozinha, a necessidade é gritante”.

A voluntária citou dois exemplos na página do Facebook. “O senhor Felizberto tem 84 anos, aposentado, 4 cães e um gatinho, a benfeitoria é um poço apenas, já o senhor Eduardo, 57 anos, pega água no vizinho, a dias estava comendo apenas mandioca, sem nenhum documento, não fez cadastro para o benefício emergencial do governo, tem 7 filhos que não se importam”.

Ao TopMídiaNews, ela contou que a ideia é atender eles e também outras famílias da região sul de Campo Grande, tudo de forma organizada, com cadastro e fila de espera.

“Não tem um nome de projeto, precisamos de alimentos não perecíveis, de higiene e limpeza, roupas, sapatos e cobertas, utensílios como panelas, baldes e bacias. Para os animais, ração de cães e gatos, castração, casinhas, carrapaticidas e vitaminas”, contou.

Carmen explica que tem um ponto de coleta na Cia do Bicho, na Eduardo Santos Pereira com Pedro Celestino.
“Tenho caixinhas para castração na Dog in box da Ceará e na Agrotouro, faremos prestação de contas dos valores pagos”.

Ficou interessado em ajudar? O telefone de contato é o (67) 9251-1456 e as contas para contribuir com qualquer valor:
Caixa Econômica Federal 0017 013 00013300-5
Agora também tenho Picpay: @carminhacalderon
Banco do Brasil 048-5 162863-1 poupança