Menu
terça, 07 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
ALMS - NOVEMBRO
Campo Grande

Missão impossível: trafegar sem atolar é ‘milagre’ no Bom Retiro

Moradores dizem que motociclistas sofrem quedas e caminhões atoalam diariamente na rua Santa Efigênia

03 novembro 2018 - 18h10Por Dany Nascimento

Circular pelas Ruas do Bom Retiro, região da Vila Nasser em Campo Grande, é quase que uma missão impossível, já que muitos veículos ficam presos no barro que toma conta das ruas diariamente. A Rua Santa Efigênia se tornou um tormento, tanto para moradores, como para visitantes da região e o jeito, é tentar passar bem próximo dos muros das casas na tentativa de não atolar.

De acordo com a comerciante Joana Tabordo de Mendonça, 50 anos, motociclistas sofrem quedas no local e carros ficam presos com frequência. “Muita gente se dá mal aqui. Ontem mesmo tinha um caminhão atolado, daí tem um vizinho que tem outro caminhão que acaba ajudando quem fica preso. Eu já ajudei muita gente a tirar o carro preso da lama aqui, é bem complicada a situação. Antes eu ficava presa sempre, agora aprendi que tenho que passar onde seriam as calçadas e não fico mais com carro atolado”.

Joana destaca que teve o comércio afetado pela falta de acessibilidade. “Eu tinha muitos clientes, que vinham até do centro para comprar aqui, mas quando eles se deparam com essa situação, não aparecem mais. Eu perdi muitos clientes por isso. Coloquei até um cascalho aqui, mas não adianta porque para chegar no meu comércio eles tem que encarar essas ruas”.

Concordando com as afirmações da vizinha, José Conceição Ortiz, 60 anos, afirma que todos os dias se depara com pessoas com problemas na região. “É todo dia, tem mais de quatro meses que tinha uma água vazando ali e agora não tem veículo que passe. A terra ficou muito molhada. É um caso sério isso, muita gente fica presa aqui nessa lama”.

Walter Arruda Ortiz Filho, 33 anos, destaca que plantas estão crescendo e florescendo no meio da rua. “É só olhar, o negócio está feio, faz tempo que não passa nenhum serviço da prefeitura aqui. Tem até planta crescendo na rua, é um absurdo. Seria necessário a prefeitura passar cascalho aqui, porque a situação não está nada boa para quem mora aqui”.

Segundo Walter, o ônibus está desviando a rota para não ficar preso na lama. “Até os motoristas de ônibus estão desviando porque não adianta nem tentar, não passa nada aqui. Eles fazem uma outra rota para não encarar isso e os moradores ficam perdidos aqui”.

Prefeitura

O TopMídiaNews entrou em contato com a prefeitura da Capital, que informou que "a reclamação será encaminhada ao setor responsável da SISEP e entrará na programação de serviços".