TCE MAIO
ASSEMBLEIA MAIO DE 2022 2
Menu
quinta, 19 de maio de 2022 Campo Grande/MS
TOP MIDIA INSTITUCIONAL SUPER BANNER
Campo Grande

Mulher peregrina por diagnóstico e reclama da demora: 'quem tem câncer não espera'

Filha de uma paciente com câncer no dedo anelar contou sobre a peregrinação em postos de saúde até o diagnóstico

15 abril 2022 - 07h00Por Rayani Santa Cruz

Após acompanhar de perto o sofrimento da mãe diagnosticada com câncer no dedo anelar [melanoma em grau 4], uma internauta de Campo Grande buscou as redes sociais para reclamar sobre a demora no atendimento da rede pública de saúde. Além disso, ela indica que a mãe teve uma péssima consulta com um médico do Hospital do Câncer. 

A jovem de 29 anos disse ao TopMídiaNews que a mãe de 54 anos sofreu uma queda em setembro do ano passado, provocando um ferimento no dedo, que já possuía uma mancha preta. 

“O dedo abriu bem na mancha e não fechou mais. Ela conseguiu um encaminhamento para dermatologista e, na consulta, a dermato encaminhou para pequena cirurgia no CEM (Centro de Especialidades Médicas de Campo Grande)".

A paciente então peregrinou pelos postos de saúde da Capital até o diagnóstico no dia 4 de fevereiro, conforme relato no grupo Aonde Não Ir em Campo Grande. Após isso, mais decepções no Hospital do Câncer.

“Uma vizinha aconselhou minha mãe a ir direto no Hospital do Câncer e elas foram. Passou pelo oncologista e ele não foi humano. Disse que ela tinha que amputar mesmo porque tem pessoas que amputam a perna, o braço, e que o dela era só dedo. Daí minha mãe falou chegou a questioná-lo e 'se fosse com ele'. Ele ficou quieto.”

Exames desnecessários

A jovem afirma que foram pedidos diversos exames, inclusive uma tomografia solicitada pela cardiologista do local. Mas, que depois de pronto, a mesma médica disse ser desnecessário. 

“Ela fez minha mãe reagendar uma volta lá com a tomografia. Isso toma tempo. Minha mãe voltou, e ela disse que nem precisava, que não era da área dela. Meu tio estava junto com a minha mãe na sala e também ficou sem entender.”

Oncologista para maio

Outra reclamação foi o fato do Hospital ter marcado consulta com oncologista para o mês de maio, sendo que a paciente sente muita dor no dedo que está aberto. 

“Eles não passam nenhuma medicação para dor. Não fazem a cirurgia. No resultado da tomografia mostra metástases nos pulmões de 10mm. A gente tenta ligar lá para pedir uma informação e ninguém atende o telefone. Daí tem que ir pessoalmente.”

Conseguiu consulta

Após a reclamação no grupo do Facebook, a jovem conta que o Hospital do Câncer entrou em contato e conseguiu marcar consulta com oncologista para a próxima segunda-feira (18).

O que diz o Hospital do Câncer

As reclamações foram encaminhadas a assessoria de comunicação do Hospital, que informou que todo o atendimento será dado com qualidade à paciente. A assessoria disse ainda que antes mesmo da publicação do reclame, houve todo um trabalho para que a consulta fosse marcada de forma mais célere, e que o agendamento foi feito para o período da manhã na próxima semana. 

Foi explicado ainda que o Hospital do Câncer entende que a família esteja muito sensibilizada com o diagnótico, mas que está apto a atender a paciente no que for necessário.

"O HCAA reitera que os profissionais são especializados e atuam sempre buscando o melhor pela vida e saúde dos milhares de pacientes oncológicos atendidos no hospital. Também ratifica que o HCAA possui o PAM- Pronto Atendimento Médico que funciona 24h/dia exclusivo para os pacientes oncológicos da instituição que necessitarem de atendimento imediato em caso de urgência, dores e demais intercorrências.  Somos um hospital filantrópico totalmente gratuito para os usuários SUS e atuamos acima da capacidade, com muitas dificuldades, mas sempre atuando com responsabilidade pelo melhor aos pacientes. Contamos com o apoio, respeito e a compreensão de todos neste trabalho em prol da vida."