TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
segunda, 04 de julho de 2022 Campo Grande/MS
Campo Grande

Prefeitura inicia as obras na rotatória da avenida Mato Grosso nesta segunda-feira

O projeto prevê a instalação de quatro conjuntos semáforos nas áreas de intervenção; confira rotas alternativas

19 março 2017 - 19h31Por Notícias MS

Com recursos de mais de R$ 1,6 milhão do Governo do Estado, prefeitura de Campo Grande inicia, nesta segunda-feira (20), as obras de reordenamento do trânsito na rotatória da confluência das Avenidas Mato Grosso e Nelly Martins (Via Parque).

Por meio do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS), o Governo do Estado realizou o primeiro repasse financeiro à prefeitura em 2014, ao longo dos anos assinou três termos aditivos, e em março de 2017 aditou o convênio em 25%, que passou de R$ 1.327.991,81 para R$ 1.653.763,30, devido à ampliação do projeto, baseada em novos estudos técnicos.

O projeto prevê a instalação de quatro conjuntos semáforos nas áreas de intervenção, equipados com controladores que regularão o tempo de duração do verde e do vermelho, conforme o fluxo de veículos.

Outra mudança será de um trecho da Avenida Antônio Teodorowick (entre as vias Antônio Maria Coelho e Mato Grosso), que servirá como opção de acesso ao Parque dos Poderes e à região do bairro Carandá Bosque. Além disso, a obra inclui intervenções na drenagem e abertura de uma faixa adicional na Avenida Mato Grosso, no acesso à rotatória. A previsão é de aproximadamente 70 dias para a conclusão da obra.

Para o diretor-presidente do Detran-MS, Gerson Claro, o projeto apresentado é adequado para garantir a melhora no trânsito. “A rotatória precisava dessa intervenção emergencial, afinal, conforme a Agetran, o fluxo diário da via é de 18.320 veículos indo para o centro da cidade e 17.990 veículos que vão para o Parque dos Poderes. Com as mudanças a população ganhará tempo, um trânsito melhor e menos estressante”.

Organização e fluxo

Para quem utiliza as vias para entrar e sair do Parque dos Poderes, a intervenção é bem vinda, já que tem o objetivo é dar mais mobilidade e organização no trânsito local.

A servidora pública Bruna Fernandes utiliza a via diariamente e confirma o caos diário. Sair de casa para o trabalho e ainda o trajeto da escola da filha custam várias horas no seu dia. “É um problema diário, agora estou buscando alternativas para o período das obras, mas com certeza a abertura de mais uma pista e a instalação de semáforos vão resolver muito o problema do trânsito no local”, frisou.

O empresário Dario Takei, que circula diariamente pelo local, confirma que situação atual é crítica. “No horário de pico, a rotatória fica um caos, não flui, e quando chove, os buracos se abrem e causam vários acidentes. Espero que ao término da obra, o trânsito possa fluir com maior rapidez, sem tantos acidentes, porque hoje, um percurso de 7 a 8 minutos, dura até 30 minutos.

A dona de casa Vilmar Colassio trafega diariamente pela região e contou que fica horas parada no trânsito nos horários de pico. “Levo e busco as crianças na escola, moro bem próximo, mas gastos muito tempo por causa do trânsito que tem no início da manhã e final do dia”.

Para quem trabalha na região, a obra deve otimizar o tempo. Odilon Rodrigues é taxista e trabalha no ponto em frente ao Hotel Derville. “Aqui a gente perde muito tempo. Quem não tem experiência no volante prende todo o trânsito, mais parece uma roleta russa. Com as obras estamos otimistas que vai tudo ficar mais organizado”, ponderou.

Roteiros alternativos

Servidores e prestadores de serviços do Parque dos Poderes devem buscar vias alternativas, evitando a Avenida Mato Grosso, e a Rua Antônio Maria Coelho.

Sugerimos vias alternativas para quem trabalha ou reside na região do Parque dos Poderes:

Avenida do Poeta, sentido Avenida Afonso Pena ou Raul Pires Barbosa.

Avenida do Poeta, pegando a Rua Jornalista Marcos Fernando Rodrigues, sentido Avenida Ministro João Arinos.

Avenida Desembargador Leão Neto do Carmo, sentido Avenida Hiroshima.