TCE JUNHO 2022
PREF MARACAJU JUNHO REFIS 2022
Menu
quarta, 29 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
Campo Grande

Prefeitura vai solicitar ampliação do sinal de internet em Anhanduí

Contrato precisará ser ampliado para proposta ser colocada em prática

21 fevereiro 2017 - 13h59Por PMCG

A Prefeitura de Campo Grande vai  estudar o contrato com as empresas de telefonia para averiguar a possibilidade de ampliar o sinal de fibra ótica no Distrito de Anhanduí. A prefeitura, por meio da Agência Municipal de Tecnologia da Informação e Inovação (Agetec), pedirá ampliação do contrato atual e incluir a alteração no próximo edital.

Com o objetivo de garantir a qualidade da rede de tecnologia a todos os servidores e população, servidores da Agetec têm visitado todos os órgãos municipais e locais onde a Prefeitura Municipal de Campo Grande está.

Em visita técnica às escolas locais e a unidade básica de saúde do Distrito de Anhanduí, o Diretor-Presidente da Agetec, Paulo Fernando Garcia Cardoso, acompanhado do diretor de Infraestrutura da Agetec, Jeferson Pinheiro e diretores de infraestrutura e de atendimento e suporte, constatou a situação precária em que o local se encontra na área tecnológica, principalmente em relação à infraestrutura das comunicações, áreas que foram deixadas de lado nesses últimos anos pelos antigos gestores.

Para que se tenha uma ideia, o sinal de internet chegue ao Distrito utiliza-se a tecnologia chamada frame relay, de baixíssima velocidade e utilizada como alternativa para levar a comunicação aos locais mais remotos. Já defasado, o sistema opera em baixa velocidade e tem custado mais que o ideal.

“O valor pago pelo link de internet é alto e a velocidade entregue pela provedora é muito baixa, menos de um mega. Em muitos casos os professores precisam recorrer a serviços privados para enviar, por exemplo, relatórios mensais as suas Secretarias, grave risco à segurança da informação”, destaca o Diretor-Presidente da Agetec.

Além de aumentar a velocidade da internet, possibilitando a rapidez dos trabalhos de médicos, professores e alunos, a mudança será sentida também no bolso. “Hoje com a navegabilidade praticamente nula, os valores gastos com internet são altos, mas com a utilização da fibra ótica, por incrível que pareça, os custos serão reduzidos e essa diferença poderá ser revertida para investimento nos recursos locais e para a capacitação dos profissionais”, enfatizou.