tce janeiro
Menu
quinta, 27 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Campo Grande

Professores declaram apoio a Bernal, mas querem cumprimento de Lei

26 agosto 2015 - 10h22Por Vinícius Squinelo e Rodson Willyams

Os professores da Reme (Rede Municipal de Ensino) fizeram manifestação em peso no desfile de 116 anos de Campo Grande, mas dessa vez em forma de apoio ao prefeito Alcides Bernal, do PP, que reassumiu a Prefeitura da Capital ontem (25). Porém, o apoio vai até certo ponto, já que a ACP (Sindicato Campo-Grandense dos Professores da Educação Pública) quer uma reunião para discutir aumento salarial.


“O Bernal é o nosso prefeito, foi ele que deu o primeiro aumento (que gerou toda a discussão na gestão de Gilmar Olarte), vamos tentar uma conversa com ele, para o cumprimento da Lei”, afirmou Geraldo Gonçalves, presidente da ACP.


Hoje, cerca de 500 professores participaram do desfile de aniversário da Capital, e chegaram a levar um caixão, em forma de protesto.


Ainda conforme Geraldo, o objetivo da classe é resolver toda a discussão sobre reajuste salarial antes do dia 9 de setembro, quando está marcada decisão judicial sobre o tema no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul.


A decisão pelo reajuste de 13,01% e pela legalidade da greve, portanto, fica a cargo da Justiça. Uma vez que a prefeitura insistiu em não cumprir a lei, alegando que os gastos com pessoal ultrapassam o limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal de 51,3% e ofereceu novamente o pagamento de benefício por meio de bolsa alimentação. O sindicato deixou claro que a única reivindicação dos professores é o cumprimento da lei municipal 5.411/14 – lei do piso salarial.