Menu
segunda, 06 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
ALMS - NOVEMBRO
Campo Grande

Público de todas as idades canta e grita a favor de Bolsonaro e contra o PT em Campo Grande

Manifestantes seguravam bonecos de Lula e Dilma vestidos de presidiário

21 outubro 2018 - 18h18Por Celso Bejarano e Thiago de Souza

Crianças, adultos e idosos se reuniram para apoiar o candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL) e mostrar repúdio ao Partido dos Trabalhadores, na tarde deste domingo (21), em Campo Grande.
Vestidos de verde e amarelo e embalados por músicas com críticas ao PT, os manifestantes eram embalados pouco antes de uma carreata começar em frente à Cidade do Natal, nos altos da Afonso Pena. 

Em cima do trio elétrico, um locutor fazia discursos anti-PT, citando casos de corrupção envolvendo o partido, como o escândalo da Petrobras. Muitos seguravam bonecos dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff, vestidos com roupas de presidiário, que ficaram conhecidos como ‘’Pixuleco’’ e ‘’Bandilma’’. 

Um dos pontos altos do evento era quando o locutor dizia que todos os presentes seriam ‘soldados de Bolsonaro’’, o que levava o público ao delírio. 

A organização do evento não divulgou número de participantes presentes. Conforme o  tenente Vargas Júnior, da Polícia Militar, a corporação não fará estimativa de público. Até por volta de 17h, havia uma fila de carros de cerca de 8 quilômetros de extensão, nas duas vias da Afonso Pena. 

Ciclistas e motociclistas seguiram carreata em favor de Bolsonaro. (Foto: Wesley Ortiz)

Membros das Forças Armadas, da reserva, em sua maioria idosos, exibiam espadas dizendo que iriam presentear Jair Bolsonaro, candidato favorito nas pesquisas para conquistar a presidência. O hino nacional foi cantado varias vezes. 

Paim disse que é Bolsonaro até debaixo d'agua. (Foto: Wesley Ortiz)

A confiança na vitória de Bolsonaro e a certeza da derrocada petista animavam os participantes. Um servidor público, que se identificou apenas como Paim, estava confiante: 

''Estou aqui por ser Bolsonaro até debaixo d’água. Esse é um voto pela liberdade e Bolsonaro vai ganhar com 70% dos votos’’, relatou. 

A carreata contou também com a presença de grupos de motociclistas, ciclistas e de grupos evangélicos. O trajeto combinado é da Casa do Papai Noel até a Rua Paulo Coelho Machado, depois até a Mato Grosso e em seguida o caminho de volta à Afonso Pena.