TCE JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
terça, 28 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Campo Grande

Relógios recolhidos pela CPI são embarcados para passar por perícia na Politécnica da USP

O total de 200 relógios foram recolhidos de consumidores que haviam feito reclamações ao Procon-MS

24 maio 2022 - 08h10Por Rayani Santa Cruz

A CPI da Energisa embarcou nessa segunda-feira (23) os 200 relógios medidores que passarão por perícia independente na Escola Politécnica da USP (Universidade de São Paulo). Os aparelhos chegam à capital paulista nesta terça-feira.

Presidente da CPI da Energisa na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, o deputado estadual Felipe Orro (PSD) afirma que "este é um importante passo que está sendo dado por essa comissão investigativa em busca de respostas para o consumidor sul-mato-grossense. Enfrentamos diversas adversidades desde que essa CPI foi instaurada, como brigas judiciais e a própria pandemia", explica. 

O parlamentar pontua que a perícia é o ponto-chave para que a comissão tenha dados técnicos para avaliar a aparelhagem que a concessionária Energisa disponibiliza para registrar o consumo de energia nas residências.

"Com muito esforço e colaboração da população, conseguimos atingir ao montante de 200 relógios necessários para que pudéssemos dar início a esta perícia independente. São esses dados que vão nos revelar se o consumidor está sendo lesado pela concessionária", explica Felipe Orro.

Os aparelhos seguiram para São Paulo em caminhão baú devidamente lacrado e a abertura dos aparelhos será acompanhada pelo presidente da CPI, deputado Felipe Orro, e pelo relator, deputado Capitão Contar. Os trabalhos de aferição na Escola Politécnica da USP começam a partir desta terça-feira.