Menu
segunda, 17 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Campo Grande

Ruas sem asfalto e falta de limpeza prejudicam o Bosque das Araras

15 novembro 2015 - 11h15Por Izabela Sanchez

No bairro Bosque das Araras, em Campo Grande, entre as ruas de terra batida e as casas ainda em construção, os moradores sofrem com o esquecimento da administração municipal, que além de não oferecer serviço de manutenção de entulhos e limpeza, não promove espaços de lazer, de saúde e nem linha de ônibus.

Daniele Flores é manicure e tem três filhos, família que ela cria no bairro. “Na verdade, o principal problema aqui são os buracos nas ruas e a falta de segurança”. Daniele explica que apesar de haver reforma ou recapeamento nas vias algumas vezes, o problema das ruas, que ainda são de terra, não foi resolvido.

Além disso, um bosque de mata nativa que corta o bairro, preocupa alguns moradores. Isso porque, com a ausência de patrulhas de segurança no local e falta de políticas públicas, a venda de drogas preocupa os moradores. Daniele também se queixa da ausência de espaços de lazer e postos de saúde. Os moradores do Bosque das Araras precisam se deslocar para o Jardim Zé Pereira ou Jardim Aeroporto para serem atendidos.

Deslocar-se também é um problema. É que conta o casal Alcides e Deise, moradores do bairro há 3 anos. “Aqui não tem nenhuma linha de ônibus. Pra sair daqui tem que ir até o Zé Pereira”. O casal também afirma que não há limpeza e serviços públicos de manutenção no local. “Muitas pessoas de fora agravam o problema porque vêm jogar lixo aqui, e o serviço público que recolhe os entulhos e realiza a limpeza não vem até o bairro”.

                         Alcides e Deise moram no bairro há três anos (foto: André de Abreu)          

Outro problema de segurança, conforme explicam os dois, é o roubo de materiais diversos de construção, já que o bairro é novo na Capital e muitas casas são construídas na região. “Outro dia mesmo, roubaram toda a fiação de uma casa que está sendo construída logo ali”, explicaram eles. “A polícia nunca vem quando chamamos”.

A mesma situação também se encontra na divisão entre o Bosque das Araras e o Residencial Búzios. Daniel Gonçalves é autônomo e afirma que todas as vezes que algum morador chama a polícia, as forças nunca vão até o local. O acúmulo de entulho e lixo também é um problema ali. “Até áreas que são da prefeitura, que falavam que seriam destinadas para espaços de lazer, estão tomadas pelo mato”.

“A administração que temos aqui é zero”, reclama Daniel, que defende que os mutirões de limpeza deveriam ter os bairros como prioridade.  “Vários lugares que passamos tem um excesso de mau cheiro”.