Menu
sábado, 23 de outubro de 2021 Campo Grande/MS
Campo Grande

Saúde pede calma a quem precisa e reforça que 'revogadaço' de atendimento de saúde mental não saiu

Órgão diz que medidas contrárias, reveladas pela grande mídia, podem ser revertidas

19 dezembro 2020 - 18h10Por Thiago de Souza

Para a Secretaria Municipal de Saúde, não é possível estimar prejuízos às políticas de Saúde Mental em Campo Grande que seriam decorrentes de uma provável revogação de portarias nessa área, cogitadas pelo Governo Federal. Por ora, o órgão destacou os milhares de atendimentos feitos pelos Centros de Apoio Psicossocial na cidade. 

Jornais de âmbito nacional publicaram denúncia dizendo que o Governo Bolsonaro teria intenção de revogar 99 portarias que balizam a política de saúde mental no País. Segundo entidades e associações de médicos, haveria prejuízo com a revogação das normas. 

O Estadão divulgou manifestação de um grupo de dez médicos, que alertou que a intenção do governo é retirar dos Caps o atendimento psiquiátrico voltados a usuários de drogas. Já segundo a revista Carta Capital, o tal ‘’revogaço’’, em linhas gerais, transfere as políticas comunitárias do Ministério da Saúde para o ramo da assistência social, o que reduziria os investimentos nos Caps e aumentaria a verba destinada a hospitais psiquiátricos. 

Ainda segundo a Carta Capital, documentos mostram que, na proposta do Governo, os Caps ficariam responsáveis apenas pela reabilitação dos pacientes, tornando-se serviços de assistência social e não mais de saúde pública. O Programa De Volta para Casa, que visa a reinserção social dos pacientes também estaria ameaçada com as novas medidas, diz a Revista. 

A revogação das portarias ainda não ocorreu e a Associação Brasileira de Psiquiatria e membros do Governo ainda discutem detalhes dessas medidas. 

Caps em Campo Grande

Segundo a Sesau, Campo Grande conta com 6 Caps 24 horas, duas residências terapêuticas e uma unidade de acolhimento adulto. De janeiro até 1º de dezembro, foram realizados cerca de 40 mil atendimentos nessas unidades da Rede de Saúde Mental de Campo Grande. 

Leia Também

Dona cobra aluguel atrasado e casa pega fogo no Guanandi
Polícia
Dona cobra aluguel atrasado e casa pega fogo no Guanandi
Sanesul abre concurso e oferece 74 vagas em Mato Grosso do Sul
Cidades
Sanesul abre concurso e oferece 74 vagas em Mato Grosso do Sul
Ex-diretor do Sindicato dos Empregados morre em Campo Grande
In Memoriam
Ex-diretor do Sindicato dos Empregados morre em Campo Grande
Marquinhos confere trabalho manutenção em bocas de lobo e faz alerta para temporal
Campo Grande
Marquinhos confere trabalho manutenção em bocas de lobo e faz alerta para temporal